Que tipos de impactos os robôs causam nos humanos?

Escrito por michael brent | Traduzido por natalia peres
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Que tipos de impactos os robôs causam nos humanos?
Robôs mecanizados estão substituindo humanos na indústria (Stockbyte/Stockbyte/Getty Images)

Avanços rápidos na tecnologia de informática e robótica resultaram no aumento do uso de robôs na ciência, medicina e indústria. O impacto desses robôs na humanidade tem sido tanto positivo quanto negativo. Devido ao ritmo acelerado da tecnologia, os robôs provavelmente terão um impacto ainda maior nos humanos no futuro.

Outras pessoas estão lendo

Robôs

O termo "robô" foi usado pela primeira vez pelo dramaturgo checo Karel Capek em 1921, embora o conceito de um homem construído autômato tivesse sido explorado por escritores e inventores muito antes disso. O uso prático dos robôs na produção tem funcionado desde a última parte do século XX, com robôs sendo usados em linhas de montagem, produtos industriais como automóveis, alimentos e medicamentos. Os robôs também têm servido a propósitos científicos como o braço robótico, usado por Endeavor, um ônibus espacial da NASA.

Indústria

O uso de robôs na indústria tem efeitos positivos e negativos. Os robôs podem ser usados para executar tarefas perigosas que colocariam uma pessoa em risco se ela tivesse que realizá-la, o que é claramente benéfico. Por outro lado, os robôs são cada vez mais utilizados para substituir os trabalhadores humanos. Apesar disso produzir mais lucros para o fabricante, o aumento do desemprego que isso cria poderá ter um efeito negativo sobre a economia como um todo.

Futuro

De acordo com Marshall Brain, autor dos ensaios de "Robot Nation", o uso dos robôs aumentará substancialmente nos próximos anos. Robôs, afirma Brain, serão usados para executar trabalhos atualmente realizados por humanos, como pilotos de avião, carregadores de bagagem e operadores de caixa de varejo. Como um exemplo, ele observa que o Wal-Mart está desenvolvendo um sistema de inventário automatizado com robôs para organizar as prateleiras de lojas e armazéns, trabalho que hoje é realizado por humanos. Brain prevê uma "nação robô" na qual os sistemas não precisarão de nenhuma supervisão ou interação humana, já que robôs repararão e fabricarão os outros robôs. O autor antecipa que o impacto sobre a economia do país pode ser devastador.

Ficção científica

Um cenário onde robôs criam robôs tem intrigado por muito tempo escritores de ficção científica, em que robôs de alta tecnologia são normalmente descritos como entidades maleficamente intencionadas em destruir ou escravizar a humanidade. Essa é a premissa essencial dos filmes "Matrix" e "O Exterminador do Futuro". No entanto, a retratação dos robôs na ficção científica também tem sido benigna, como o personagem robótico "Data" na série de TV "Star Trek: The Next Generation" e o filme de Steven Spielberg "AI: Inteligência Artificial". Outros exemplos de robôs na ficção científica incluem o filme "Blade Runner", o romance de Isaac Asmov "Eu, Robô" e o filme de Fritz Lang de 1927 "Metropolis", a primeira vez que um robô foi retratado em um filme.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível