Mais
×

Tipos de medicamentos para reposição de testosterona

Atualizado em 23 março, 2017

A testosterona é um dos hormônios mais importantes do corpo masculino, controlando as características sexuais e dando o suporte para características importantes, como o desejo sexual, a massa muscular e a capacidade atlética. Com a idade, a quantidade de testosterona produzida naturalmente pelo organismo tende a diminuir, sendo que alguns homens experimentam um declínio mais rápido do que outros. Devido a isso, ocorrem efeitos inevitáveis​​, como impotência, depressão e perda de massa muscular. A terapia de reposição de testosterona em todas as formas, por vezes, pode reverter essa tendência.

A terapia de reposição de testosterona é muitas vezes confundida com o uso de anabolizantes proibidos (Brand X Pictures/Brand X Pictures/Getty Images)

Injetáveis

Embora cada vez mais impopular em clínicas que desejam evitar confundir terapia de reposição de testosterona legítima com venda de esteroides anabolizantes, os injetáveis ​​são muitas vezes apontados como a forma mais segura e eficaz dos medicamentos de testosterona. Sendo um éster, como o enantato de testosterona, ele é injetado no tecido muscular com uma frequência determinada, variando de uma vez por semana a uma vez por mês.

Patches

Os patches são uma forma comumente prescrita de medicamentos de testosterona. Marcas como a Testoderm fornecem patches que são aplicados diretamente no escroto, local em que ficam ​​por 24 horas. Um novo adesivo é então aplicado, assegurando que o paciente receba um fluxo constante da droga.

Géis

O gel de testosterona, vendido pelas marcas Androgel e Testim, deve ser aplicado nos ombros uma vez por dia, para um benefício máximo. Esse tipo de medicação, embora popular entre os especialistas de reposição hormonal, é eventualmente evitado por pacientes, devido a manutenção e utilização complicada.

Mucoadesivos

Os mucoadesivos de testosterona, como o Striant, são projetados para caber entre os dentes e a gengiva, fornecendo assim a medicação. Essa forma de terapia funciona quase da mesma forma que a goma de nicotina. Esses adesivos foram projetados para serem usados duas vezes por dia, garantindo assim uma liberação contínua da testosterona.

Orais

Os comprimidos de testosterona são, talvez, a forma menos popular desses medicamentos, uma vez que disponibilizam baixa quantidade do hormônio através do sistema e na corrente sanguínea. Além disso, os anabolizantes orais estão associados ao risco de contrair doenças hepáticas.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article