Tipos de pinceladas

Escrito por phil whitmer | Traduzido por allisson ester de paiva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de pinceladas
A pincelada é o elemento básico da pintura (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

O ato de aplicar pinceladas em uma superfície plana é a atividade básica da pintura. Diferentes tamanhos e formatos de pincéis afetam o tipo de pincelada que eles fazem. Pincéis flexíveis produzem pinceladas fluídas. Pincéis rígidos produzem marcas uniformes e grossas. Pinceladas podem variar de acordo com o movimento do braço, da mão, e de quanta pressão o artista aplica ao pincel.

Outras pessoas estão lendo

Caligrafia

Caligrafia é a antiga tradição Chinesa e Japonesa de usar pinceladas para, artisticamente, fazer os caracteres Chineses em tinta. Calígrafos empregam oito pinceladas básicas. Pinceladas em ponto retêm sua forma enquanto assumem diferentes formas. O travessão é a pincelada horizontal. A pincelada perpendicular, para direita e esquerda são cônicas e em formato de cunha. A pincelada em forma de onda tem a forma de uma espada. O gancho e a pincelada com curvatura e torção podem ter a forma de um "V", simplesmente de um pequeno gancho, ou ainda uma torção em sua ponta.

Impressionismo

Os pintores impressionistas Franceses do século 19 foram os primeiros artistas plásticos a deixar as suas pinceladas aparecerem em uma pintura finalizada. As pinceladas mostram como a pintura foi construída e elas se tornaram parte da composição. Artistas anteriores a esse período misturavam suas pinceladas ou pintavam com o método de vitrificação, aplicando finas camadas de tinta. Os impressionistas usavam pinceladas individuais para sugerir a textura e a curvatura de objetos pintados. As pinceladas podiam ter forma de vírgula, zig-zag ou pequenos travessões angulares aplicados em padrões rítmicos.

Neo-impressionismo

O movimento neo-impressionista começou em Paris e durou de 1886 até 1906. As pinturas neo-impressionistas eram feitas de pinceladas interruptas e altamente conspícuas. Geralmente as pinceladas eram o ponto focal da pintura. As pinceladas podiam ser longas e expressionistas, como Vincent van Gogh, ou curtas, ordenadas e bem organizadas como as de Paul Gaugin e Paul Cezanne. Já o trabalho de Paul Signac foi marcado por pinceladas maciças. O pontilhismo empregou um sistema de pequenos pontos, como os usados por Georges Seurat e seus seguidores.

Tipos de pincelada

Pinceladas secas são aplicadas com um pincel carregado com tinta espessa. A tinta se prende aos pontos altos do suporte do papel ou da tela, e deixa partes sem pintura à mostra. Esfumar é uma técnica de pincel seco onde a pintura é estocada com o pincel, para produzir pinceladas irregulares, de tinta semi-seca friccionada na tela. Já o impasto é uma técnica que utiliza pinceladas grossas e texturizadas, para se atingir um efeito escultural na superfície. As pinceladas no impasto chamam mais atenção, geralmente, do que o tema da pintura.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível