Tipos de plantas gimnospermas

Escrito por jacob j. wright | Traduzido por caroline souza
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de plantas gimnospermas
A casca lenhosa de pinha se abre para dispersar suas sementes nuas (Jupiterimages/PhotoObjects.net/Getty Images)

Dentro do grande reino vegetal, nem todas as espécies produzem flores, globalmente conhecidas como angiospermas. Essas plantas apresentam ausência de flores, mas produzem cones ou estróbilos. A palavra "gimnosperma" significa "semente nua". As sementes deste tipo de planta não se desenvolvem no interior de um ovário, como é o caso das plantas angiospermas. Os botânicos não consideram as samambaias, que se reproduzem por meio de esporos, como gimnospermas; em vez disso, são consideradas vasculares, plantas que não florescem.

Coníferas

Cerca de 550 espécies de árvores coníferas existem em todo o mundo e constituem o maior grupo das gimnospermas. Podem ser perenes ou decíduas. Exemplos de coníferas perenes incluem os pinhos (Pinus spp.), pinheiros (Abies spp.), cedros (Cedrus spp.), abetos (Picea spp.), zimbros (Juniperus), cicutas (Tsuga spp.) e teixos (Taxus spp. ). Seus cones podem ser duros e secos, como de pinheiros e abetos, ou carnudos, como os dos zimbros. Algumas coníferas perdem suas acículas, ou folhas escamosas no inverno, como acontece com o larício (Larix spp.) e ciprestes (Taxodium spp.). Coníferas tendem a estar presentes em habitats mais frios e secos em todo o mundo.

Tipos de plantas gimnospermas
Coníferas, pinheiros, são gimnospernas (Jupiterimages/Comstock/Getty Images)

Cicadáceas

Encontradas principalmente nos climas mais quentes do mundo, compõem o segundo maior grupo das gimnospermas. Existiram mais amplamente durante os tempos dos dinossauros, como foi evidenciado nos registros fósseis. São parecidas com palmeiras em miniaturas ou samambaias enormes, mas não são nenhum dos dois casos. Essas plantas desenvolvem troncos de madeira, com longas folhas. Assim como com as coníferas, produzem cones, mas eles surgem a partir da ponta do tronco na base das folhas. Muitas são popularmente chamadas de palmeiras por jardineiros e incluem os gêneros de plantas Cycas, Encephalartos, Zamia e Dioon, entre alguns outros.

Tipos de plantas gimnospermas
A rígida e coriácea folha de uma cicadácea lembram as folhas de uma palmeira ou samambaia (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Ginkgo

A única espécie que ainda existe atualmente desse grupo de gimnospermas é a árvore avenca (Ginkgo biloba). De acordo com os fósseis, outras espécies existiram há milhares de anos. Essas árvores não produzem exatamente uma semente como as coníferas ou cicadáceas, mas sim uma estrutura intermediária chamada de óvulo. Do ponto de vista evolutivo, o óvulo é um intermediário entre o esporo mais primitivo de samambaias e as sementes mais avançadas de outras gimnospermas e angiospermas. Os fedorentos e pegajosos "frutos" formados nas árvores ginkgo realmente são óvulos fecundados, e não um verdadeiro fruto ou cone.

Tipos de plantas gimnospermas
Folha com dois lóbulos de uma árvore avenca (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

História evolutiva

Os cientistas consideram as plantas gimnospermas como precursoras das angiospermas, que possuem ampla ocorrência atualmente. As primeiras gimnospermas surgiram no final da Era Paleozoica, no Período Permiano, há cerca de 280 milhões de anos atrás, de acordo com o Calendário Geológico da Sociedade da Flórida de palmeiras e cicadáceas. Cicas e Ginkgo cresceram abundantemente e se difundiram em todo o mundo. Do outro lado da Era Mesozoica, incluindo os períodos Jurássico e Triássico, gimnospermas dominavam as paisagens e incluíam espécies de coníferas. As primeiras plantas com flores apareceram no período jurássico juntamente com muitas gimnospermas que continuam a existir hoje.

Tipos de plantas gimnospermas
Gminospermas dominaram o mundo há milhões de anos atrás (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível