Tipos de Preservação de Fósseis

Escrito por trish popovitch
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Fósseis são preservados de duas maneiras principais: com e sem alteração. Preservação com alteração inclui carbonização, petrificação, recristalização e substituição. Preservação sem alteração inclui o uso de moldes e o recolhimento de provas indiretas.

Outras pessoas estão lendo

Carbonização

A carbonização geralmente ocorre na preservação de plantas e organismos moles. Os restos da planta ou do animal são esmagados com o peso da rocha. Durante este processo, gases como o hidrogênio, nitrogênio e oxigênio escapam devido ao calor e à compressão. O que resta é uma película de carbono, uma impressão do organismo que uma vez viveu.

Petrificação

As vezes chamada de permineralização, a petrificação ocorre quando um material poroso, tal como um osso ou uma concha, é preenchido com um material de preservação como carbonato de cálcio ou sílica. A concha ou o osso original é soterrado e a superfície do solo é penetrada pela água. A preservação do item ocorre quando essa água subterrânea contendo carbonato de cálcio preenche as partes ocas do material, o que com o passar do tempo deixa o item endurecido pelo fato de seus poros estarem cheios de minerais.

Recristalização

A recristalização geralmente ocorre em fósseis de conchas e é o processo no qual as pequenas moléculas de cristal dentro de uma concha, geralmente compostas por um tipo de carbonato de cálcio, transformam-se em outro tipo de carbonato de cálcio. Isso estabiliza a concha e faz com que ela se transforme em um fóssil.

Substituição

A substituição ocorre em moluscos e madeiras e significa que a composição atômica do ser vivo original é substituída, célula por célula, por uma nova estrutura química. Geralmente, a substância química que substitui a original é determinada pela água subterrânea na qual o fóssil se encontra. Uma forma comum de substituição é a silificação. Isso ocorre quando os restos mortais originais são substituídos por sílica, o que é o caso das florestas petrificadas.

Moldagem

A moldagem é um modo indireto de preservação de fósseis. Nesse caso, indireto significa que a composição química da matéria orgânica não se modifica. Ao invés disso, ela é contida em uma substância que produz uma impressão dela. Exemplos comuns incluem moldes de folhas de samambaia e de conchas de caracóis.

Icnofósseis

Icnofósseis são outro tipo de preservação indireta de fósseis. Exemplos de icnofósseis são pegadas e rastros. Dinossauros e outros animais pré-históricos se locomoveram sobre a vegetação rasteira e sobre o solo que depois foram cobertos por camadas de outros detritos. Em alguns casos, as suas pegadas foram preservadas e podem ser escavadas e cortadas da terra. Um outro exemplo de um icnofóssil é o esterco animal. Quando é preservado, esterco fossilizado oferece à especialistas em fósseis evidências sobre fontes de alimento do passado e sobre a estrutura de sistemas digestivos pré-históricos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível