Tipos de quartzo hialino

Escrito por tatyana ivanov | Traduzido por luiza g. brando
Tipos de quartzo hialino
Os pendões de candelabros costumam ser feitos de quartzo hialino (Thinkstock/Comstock/Getty Images)

O quartzo é um silicato abundante, encontrado com frequência na crosta terrestre. Esse mineral se forma quando substâncias ricas em silicato congelam ou são expostas à água quente. O quartzo existe em muitas variedades diferentes, com opacidade que varia do transparente ao translúcido, até o semi-opaco. O quartzo hialino é translúcido e permite que luz e imagens passem através dele.

Sobre o quartzo

O quartzo é uma pedra semipreciosa composta por dióxido de silício. Por causa de sua estrutura simples de silicato, é o segundo mineral mais comum encontrado na crosta terrestre, depois do feldspato. O quartzo se forma quando rochas ígneas ricas em silicato derretidas congelam, ou quando o elemento silicato é dissolvido em água quente e depois esfria lentamente. O último processo cria amostras maiores de quartzo, que existem em muitas variedades diferentes, incluindo ágata, ametista, citrino, quartzo-rosa, quartzo-fumê e quartzo-leitoso. O quartzo costuma ter densidade de aproximadamente 2,65 gramas por centímetro cúbico e dureza 7 na escala de Mohs.

Quartzo hialino

Todos os quartzos com aparência cristalina e incolor são chamados de cristal de rocha. Embora outros tipos de quartzo tenham um grau variável de opacidade, a característica primária do quartzo hialino é ser cristalino e incolor. Além dessas qualidades, os cristais de rocha compartilham todas as mesmas propriedades que os outros tipos de quartzo, incluindo a dureza e a densidade. O índice de refração -- que mede a velocidade que a luz atravessa uma substância -- dos cristais de rocha fica entre 1.544 e 1.553. Eles também são comumente chamados simplesmente de cristais.

Formação

Os cristais de rocha são formados praticamente da mesma maneira que as outras variedades de quartzo. Contudo, certas condições geológicas encorajam a formação de cristais de rocha, em oposição à ágata, ao citrino ou a outras variedades de quartzo. Embora todos os quartzos comecem a partir do mesmo material -- dióxido de silício -- os cristais de rocha precisam ser formados em um ambiente de modificações lentas, para garantir que conserve as propriedades cristalinas e incolores. Por exemplo, os Alpes, ricos em cristais de rocha, têm cristais que foram formados ao longo de muitos milhões de anos, durante o lento processo de elevação e desdobramento do sistema de cordilheiras.

Localização

Os quartzos hialinos podem ser encontrados em muitos lugares ao redor do mundo. Os Alpes são uma fonte popular para a coleta de cristais de rocha desde a época do Império Romano. Além disso, eles também são frequentemente coletados nas montanhas Ouachita, nos Estados Unidos, em Minas Gerais, no Brasil, nos montes Urais, na Rússia e no Peru, no Nepal e em Madagascar.

Utilização

Os cristais de rocha são considerados pedras semipreciosas. Por serem cristalinos, incolores, abundantes e fáceis de lapidar, eles são comumente usados como substitutos dos diamantes. Eles também são utilizados para fazer esculturas ornamentais e bolas de cristal para os adivinhos. Os cristais dos candelabros e de outras peças decorativas são frequentemente lapidados em peças de quartzo hialino.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível