Tipos de vinho branco alemão

Escrito por russ buchanan | Traduzido por rodrigo gammaro alves nunes
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tipos de vinho branco alemão
O vinho branco alemão está de volta (Creatas Images/Creatas/Getty Images)

A Alemanha tem produzido vinhos brancos de alta qualidade desde que os romanos introduziram vinhedos na região, em torno de 100 A.C. Por volta do século XVII, a Alemanha tornou-se famosa por seus vinhos, sobretudo suas castas brancas produzidas no norte. Até o final do século XX, no entanto, a doença, a guerra e a ruína econômica dizimaram a indústria do vinho alemão. Só recentemente, em 2009, os vinhos da Alemanha retornaram, com variedades brancas liderando o mercado.

Outras pessoas estão lendo

Riesling

A Riesling, variedade de uva mais plantada na Alemanha, é cultivada na região de Mosel-Saar-Ruwer, Alsace, e nas regiões de Spotlese e Auslese. Quase todos os vinhos brancos populares da Alemanha contêm pelo menos um pouco dessa variedade de uva. Os solos de xisto da região de Mosel refletem no sabor dos vinhos, enquanto os vinhos da região de Alsace, mais quente, tendem a ter menos influência do solo e mais influência do pêssego e do damasco. A Liebfraumilch, tipo muito popular que exportado pela Alemanha, é um exemplo de final de colheita, Riesling doce. O sabor e aroma dos vinhos de Riesling são muitas vezes comparados a flores e frutas, maçãs, limões, ardósia e minerais.

Classificação e graduação

A classificação da qualidade dos vinhos alemães de maior audiência é em grande parte baseada no nível de maturação no momento da colheita. Os vinhos não baseados no nível de maturação são Tafelwein (vinho de mesa), Landwein e os vinhos que têm a graduação mais baixa de "Q". O nível seguinte, QbA, inclui, vinhos fáceis de se beber cultivados em uma das 13 regiões de cultivo de uvas da Alemanha. O último e mais alto nível, QmP, é baseado em seis níveis de maturação, e inclui o seguinte: Kabinett-levemente encorpado, de baixo a médio teor alcoólico e o mais seco da classificação QmP: Spatlese, mais encorpado e intenso (devido à colheita tardia). Apesar de não ser tão seco como o Kabinett, o Spatlese ainda é considerado um dos mais secos da classe QmP. As Austesse-colhidas depois de Spatlese, resultam em um sabor mais doce, mais encorpado. Uvas Beerenauslese afetadas pela Botrytis cinerea (podridão nobre) são selecionadas uma a uma para produzir este grupo mais doce e mais caro de vinhos. A Trockenbeerenauslese, última colheita da classificação QmP, também é mais doce.

Favoritos dos especialistas

O IntoWine.com perguntou a especialistas em vinho: "Qual vinho branco alemão você recomendaria?". Veja como eles responderam: Tony Connell, consultor pessoal de vinhos para Vinhos Montesquieu, escolheu uma Steinadler 2007 da região de Mosel, definindo-o como "um prazer em todos os sentidos, e meu vinho de acompanhamento para alimentos picantes". Um Gutzler Blanc de Noir 2007 branco Pinot Noir, não-Riesling, era o favorito de Cezar Kusik, bom especialista de vinhos da Fourcade & Hecht. "O vinho é grande por si só como um aperitivo refrescante ou com uma grande variedade de frutos do mar", disse Kusic. Loren Sonkin, fundador/enólogo de Sonkin Cellars, que escolheu o Selbach Oster Riesling Spatlese Wehlener Sonnenuhr, como o melhor representante da classificação Spatlese e um favorito pessoal. Sonkin disse: "Ele pode ser encontrado por cerca de R$56,00 e é um grande vinho para se saborear sozinho ou em combinação com uma grande variedade de alimentos."

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível