Por que não se pode tomar cloridrato de ciprofloxacino com laticínios?

Escrito por john brennan | Traduzido por aline cortez
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Por que não se pode tomar cloridrato de ciprofloxacino com laticínios?
Descubra a razão pela qual não se pode tomar cloridrato de ciprofloxacino com laticínios (got milk image by Leticia Wilson from Fotolia.com)

A ciprofloxacina é um antibiótico prescrito para tratar várias infecções, incluindo a infecção do trato urinário e alguns casos de sinusite aguda (inflamação dos sínus). A droga é vendida sob diversas marcas, mas é largamente conhecida como Cipro. Independentemente da marca, a ciprofloxacina nunca deve ser tomada com leite ou outros laticínios, pois pode haver uma interação que diminui a eficácia da medicação.

Outras pessoas estão lendo

O que é a ciprofloxacina?

Segundo a bula da Bayer, a ciprofloxacina é um antibiótico de amplo espectro (o que significa que ela pode matar ou inibir uma grande variedade de bactérias). Ela faz parte da classe das quinolonas, que atacam as bactérias ligando-se às enzimas chamadas topoisomerases. Essas enzimas enrolam e desenrolam DNA durante a replicação (quando a célula copia seu DNA antes da divisão). Unindo-se à topoisomerase bacteriana, a ciprofloxacina impede a replicação do DNA e mata a bactéria.

Biodisponibilidade da ciprofloxacina

A biodisponibilidade é a porcentagem da medicação que de fato chega à corrente sanguínea. Se a administração é intravenosa, a biodisponibilidade é de 100%. Se for administrada oralmente ou por outra via, parte das moléculas da droga pode não ser absorvida pelo intestino, enquanto outras podem ser metabolizadas e decompostas pelo fígado. Logo, apenas uma fração das moléculas da droga alcança a circulação. Essa fração é definida como biodisponibilidade. De acordo com o fabricante, a Bayer AG, a biodisponibilidade absoluta da ciprofloxacina é de 70%.

A ciprofloxacina e o leite

A Bayer alerta que a ciprofloxacina não deve ser tomada junto com leite. Em um estudo publicado na Clinical Pharmacological Therapy em 1991, pesquisadores deram ciprofloxacina junto com leite ou iogurte a pacientes para observar como a combinação alterava a eficácia da droga. Concluiu-se que laticínios reduzem a biodisponibilidade da ciprofloxacina (a fração que chega à circulação) em 30 a 36% e a concentração máxima em 36%. Tomar leite ou consumir laticínios junto com a ciprofloxacina diminui drasticamente a quantidade da droga que realmente alcança a corrente sanguínea - onde ela deve estar.

Resistência à ciprofloxacina

Da mesma maneira que com outros antibióticos como a penicilina, as bactérias podem desenvolver resistência à ciprofloxacina. Tratar uma infecção com uma concentração baixa ou insuficiente de antibiótico pode aumentar a chance de a bactéria criar resistência. Se a concentração não for alta o suficiente para evitar que mutantes que são menos suscetíveis ao antibiótico sobrevivam e se dividam, eles passarão seus genes adiante e a população de bactérias pode, ao longo do tempo, tornar-se mais resistente. Tomar ciprofloxacina com leite ou laticínios reduz a concentração máxima da droga na circulação sanguínea e aumenta a possibilidade de que isso aconteça.

Por que o leite reduz a biodisponibilidade de ciprofloxacina?

Acredita-se que o cálcio do leite interaja com a molécula de ciprofloxacina e se ligue a ela de maneira a impedir que seja absorvida; consequentemente, recomenda-se não tomar suco de laranja fortificado com cálcio quando estiver tomando ciprofloxacina. De acordo com um estudo publicado no Journal of Pharmaceutical and Biomedical Analysis em 2010, a caseina (a proteína encontrada no leite) também pode ligar-se à ciprofloxacina e torná-la menos eficaz.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível