Tomar pílula anti-estrógeno é bom para as mulheres?

Escrito por nicole crawford | Traduzido por felipe grabarz
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tomar pílula anti-estrógeno é bom para as mulheres?
Pílulas anti-estrógeno são usadas por fisiculturistas para aumentar a massa muscular

Os níveis de estrogênio marcam uma diferença biológica significativa entre homens e mulheres. Nas mulheres, o estrogênio é o hormônio dominante, enquanto que nos homens é secundário. Tomar pílulas para parar a produção de estrogênio pode parecer, à primeira vista, como um regimento médico estranho para uma mulher, mas uma pesquisa recente mostrou que isso pode ajudar a prevenir certos tipos de câncer em mulheres pós-menopáusicas.

Outras pessoas estão lendo

Sobre o Estrógeno

Como explicado no livro de Christine Conrad, "A Woman's Guide to Natural Hormones", o estrogênio é, na verdade, o nome de uma família de hormônios encontrados no corpo. Os membros mais importantes desta família incluem estrona, estradiol e estriol, embora também haja vários outros. A produção de estrógeno é o principal fator para o desenvolvimento feminino, estimulando o crescimento da mama, a menstruação e a menopausa. O estrogênio desempenha um papel importante na formação de ligações entre as células do cérebro, e também tem impacto na sensibilidade sensorial, bem como o desenvolvimento de habilidades motoras.

Pílulas anti-estrógeno: Identificação

Bill Roberts, em seu artigo online intitulado "Anti-estrogênios", explica que existem dois tipos de anti-estrogênios: inibidores de aromotase e bloqueadores dos receptores. Os inibidores aromotase param a produção de estradiol, o hormônio do estrogênio mais potente, bloqueando os enzimas que provocam a secreção deste. Bloqueadores dos receptores também impedem a produção, não só bloqueando a atividade enzimática, mas também ativando determinados receptores que controlam a liberação de estrogênio no tecido mamário e de gordura. Independentemente de saber se eles são usados ​​por homens ou mulheres, os efeitos colaterais usuais dos anti-estrogênios incluem a perda de cabelo, acne, alterações de humor e ginecomastia, ou aumento mamário anormal em homens.

Usos comuns dos anti-estrógenos

Anti-estrogênios são mais comumente usados ​​como suplementos de musculação para homens. Com sua capacidade de reduzir a retenção de água, aumentar a massa muscular e diminuir a ginecomastia, anti-estrogênios são uma excelente ajuda na construção de força e músculo. Essas substâncias são normalmente tomadas imediatamente após uma sessão de exercícios, desde que estes aumentem a produção de estrogênio. O uso prolongado não é recomendado, e os períodos de suplementação não devem durar mais do que cinco a seis semanas.

Benefícios para mulheres

Não é comum uma mulher tomar anti-estrogênios como um suplemento diário, nem é uma recomendação normal. No entanto, a pesquisa científica não aconselha o uso de anti-estrogênios para prevenir os cânceres de mama e de ovário. O medicamento Raloxifeno, por exemplo, é recomendado para uso por mulheres na pós-menopausa, e tem sido comprovado na prevenção do desenvolvimento do câncer de mama. De acordo com a Dr. Deborah Grady, autora de um estudo recente sobre o raloxifeno, "... estes resultados são importantes, porque algumas drogas realmente reduzem o risco do câncer de mama." O medicamento também é recomendado tanto para a prevenção quanto para o tratamento da osteoporose. Normalmente só é recomendado após o início da menopausa.

Cuidado

Claro, nenhuma droga existe sem efeitos colaterais, e anti-estrogênios não são exceção à regra. O Raloxifeno, por exemplo, pode causar coágulos sanguíneos e derrames, e é, portanto, apenas sugerido para pacientes com baixo risco para esses sintomas. Os efeitos colaterais normais, listados acima, também são possíveis.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível