on-load-remove-class="default-font">
×
Loading ...

Como se tornar um mochileiro

Mais do que viajar com uma mochila nas costas, ser mochileiro vai além das viagens alternativas por vários países em menos tempo, pouco dinheiro no bolso e turismo de aventura. A verdade é que não existe uma definição rígida para o mochileiro, pois cada pessoa tem sua personalidade. No entanto, existem algumas características básicas que fazem o rótulo do mochileiro.

Ser um mochileiro é viajar por vários lugares com pouco dinheiro (FotoimperiyA/iStock/Getty Images)

O estilo de vida do mochileiro

Para começar, o viajante se torna mochileiro quando leva suas viagens como um estilo de vida. Não é preciso investir muito para viajar. Muitas vezes bem pouco e com simplicidade o mochileiro conhece vários lugares, de forma diferente. Para o mochileiro a viagem é um livro aberto e não há regras no seu roteiro: a mente também deve estar aberta a novas possibilidades e novas oportunidades. Essa simplicidade não significa um estilo de vida alternativo, muitas vezes os mochileiros são confundidos com "hippies" modernos. O estilo de vida do mochileiro se resume a absorver o aprendizado que a viagem trás!

Loading...

Roteiro único

Outra característica mais prática e menos "filosófica" é que o mochileiro planeja sozinho seu roteiro. Suas viagens não são feitas por pacotes de viagens em agência, o mochileiro, principalmente o moderno, estuda sua viagem por meio de livros, blogs com dicas de viagens e pesquisando com amigos também mochileiros. Dessa forma, o roteiro fica muito mais pessoal e menos "engessado", como quando faz com pacotes turísticos. Somando a isso, o mochileiro também é capaz de planejar e viajar sozinho.

Sem pressa

O mochileiro de verdade não segue os roteiros mais clichês. Não se trata de passar pelos principais pontos turísticos para apenas tirar fotos, sem apreciá-los de verdade. A vantagem de fazer um roteiro próprio dá a liberdade ao mochileiro de simplesmente andar sem destino em um dia e conhecer de perto a população, a cultura e o modo de viver de um local. Isso oferece uma experiência diferente e trás mais sensibilidade à viagem, é isso o que o mochileiro busca!

Gastando pouco

Outra meta do mochileiro é gastar pouco nas viagens: seja com hospedagem, transporte ou alimentação. O objetivo é tentar entrar ao máximo na cultura do lugar em que visita sem muito luxo mesmo. A ideia é sair do padrão do dia a dia já carregado de regras e deixar as vaidades para outro momento. É por isso que cada vez mais existem meios alternativos para se hospedar, como hostels e até o couchsurfing, que nada mais do que é dormir "no sofá" de um desconhecido só para descansar.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...