Toxicidade do herbicida MSMA em cavalos

Escrito por karin barga Google | Traduzido por pamela oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Toxicidade do herbicida MSMA em cavalos
Grama-bermuda pode produzir feno de alta qualidade (hay image by Ryan LeBaron from Fotolia.com)

O metilarsenato monossódico (MSMA) é um herbicida de arsênico aplicado algumas vezes a pastagens de grama-bermuda e prados de feno sorrateiramente. O uso de MSMA sem que isso conste no rótulo do produto é um uso ilegal do herbicida. Resíduos de arsênico podem trazer questionamentos sobre a partir de qual nível eles seriam perigosos. Cavalos são menos suscetíveis a envenenamento por arsênico do que o gado, mas ainda sim correm um grande risco.

Outras pessoas estão lendo

Metilarsenato monossódico

O arsênico é um elemento químico venenoso, mortal, existente nas formas amarela, preta e cinza. Seus compostos são usados em pesticidas, inseticidas e herbicidas. O arseniato de chumbo, usado como herbicida para árvores frutíferas, foi relacionado a danos neurológicos em trabalhadores de pulverização. O arsenato de cobre foi usado como agente corante em doces no meio do século XIX. Mais recentemente, o metilarsenato monossódico (MSMA) substituiu o arsenato de chumbo em aplicações na agricultura por ser uma forma menos tóxica e orgânica do arsênico.

Riscos

Os herbicidas em pó, arseniato de cálcio, e líquido, arseniato de sódio, encontrados em velhas construções, apresentam grandes riscos para a pecuária. Cavalos e gado vão prontamente se alimentar de grama e feno com MSMA. Compostos com arsênico danificam pequenos vasos sanguíneos, afetando o suprimento de sangue para os principais órgãos. Um suprimento de sangue limitado contribui para inflamações no trato digestivo, diarreia, dor abdominal, sede e desmaios. Devido a esses sintomas, cavalos envenenados procuram fontes de água próximas. A morte chega rápido e não deixa nenhum sinal aparente de doença. Se um cavalo sobrevive mais de uma semana depois do envenenamento, a causa final da morte vai ser a falência dos rins. O envenenamento com arsênico não possui nenhum antídoto prático ou efetivo conhecido.

Níveis seguros

Feno com mais de 20 ppm (partes por milhão) de arsênico MSMA não deve ser usado para alimentação de animais ou vendido. Nenhum campo de grama deve receber a aplicação de MSMA, pelo risco de afetar a saúde dos cavalos. Trabalhar com grama ou feno envenenado com MSMA não afeta apenas a saúde dos cavalos, mas também de todos os que entrarem em contato com a contaminação.

Estado

A Environmental Protection Agency (EPA, Agência de Proteção Ambiental dos EUA) recentemente disse que "todos os usos para MSMA, SMA, CAMA e ácido cacodílico (herbicidas com formas orgânicas do arsênico) não poderão ser novamente registrados." A maior preocupação é a possibilidade de herbicidas de arsênico orgânico entrarem no solo, e finalmente, na água potável. Os níveis de arsênico do MSMA também aumentaram as preocupações com os riscos de desenvolver câncer.

Testes

Confirmar o envenenamento por arsênico requer a análise de amostras de sangue, urina, rim e do estômago do cavalo, além de testes da fonte de envenenamento provável. Para fundamentar alegações de envenenamento, devem ser incluídas amostragens de forragens pulverizadas com herbicidas ou evidências do local onde um vazamento pode ter ocorrido.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível