×
Loading ...

Tradições de boa sorte no teatro

Atualizado em 21 novembro, 2016

Montar uma peça de teatro pode ser um negócio arriscado, por isso os atores são notoriamente supersticiosos. Há certas frases que devem ser ditas ou evitadas e certos rituais que devem ser seguidos ou evitados se os atores quiserem contar com a sorte e para que a produção transcorra sem problemas.

Os atores são conhecidos por serem supersticiosos (Photos.com/Photos.com/Getty Images)

Quebre uma perna

"Quebre uma perna", expressão usada no teatro inglês e americano, é uma frase curta com uma longa e complicada origem. Alguns historiadores acreditam que os atores são orientados a "quebrarem uma perna" porque desejar a alguém alguma forma de azar pode realmente confundir os deuses da ventura, dando, na verdade, sorte ao ator. De acordo com a QPB Encyclopedia of Word and Phrase Origins, essa sentença pode ser substituída desejando que o ator "quebre a banca". Outro significado possível sugere que a expressão seja uma referência ao movimento de flexão de perna feito por alguém que curva-se no palco em agradecimento - ou seja, desejar que alguém "quebre a perna" significa que você espera que a pessoal volte muitas vezes ao palco no final da peça para agradecer aos aplausos do público. De qualquer forma, em teatros dos Estados Unidos ou Inglaterra, não deseja-se "boa sorte" porque isso dá azar. No Brasil, a expressão usada para desejar boa sorte aos atores antes de suas apresentações é "merda".

Loading...

A peça escocesa

Nos bastidores, ou mesmo no palco, jamais deve-se dizer a palavra "Macbeth". O único momento em que é aceitável pronunciá-la é durante a apresentação da própria peça de Shakespeare. Em todas as outras ocasiões, ela deve ser chamada de "A Peça Escocesa". O motivo é que, de acordo com a lenda, alguns adeptos da magia negra costumavam ver Macbeth e não ficavam muito satisfeitos com a imagem das bruxas. Se você acidentalmente pronunciar a palavra "Macbeth" de forma inadequada em um teatro, não tenha medo. Há diversas maneiras de desfazer a má sorte e a maioria delas envolve alguma versão de juramento ou exige que você gire em círculos.

Luz fantasma

Nos teatros, uma luz alta e vinda de uma fonte vertical costuma ficar acesa em todos os momentos. Ela é conhecida como "luz fantasma" e acredita-se que seja capaz de apaziguar as presenças sobrenaturais que habitam o local de uma de duas maneiras distintas. O objetivo da luz é enganar o fantasma, fazendo com que ele acredite que há pessoas ao redor, evitando, assim, que domine o espaço ou acolher o fantasma no palco após o final da apresentação, dando a ele oportunidade de envolver-se em performances teatrais inofensivas. Na prática, a "luz fantasma" deixa o palco iluminado para a primeira pessoa que chegar e para a última a deixar o teatro.

Sem assobiar

Assobiar no teatro pode dar azar. Isso remonta a uma época em que ajudantes trabalhavam fora como marinheiros. Aparentemente, essa era uma função natural para eles, pois ambos os trabalhos envolviam o uso de cordas. Como os marinheiros comunicavam-se assobiando códigos elaborados, qualquer ator que assobiasse nos bastidores corria o risco de emitir acidentalmente um comando de palco, o que poderia ter graves consequências.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...