Como transferir a escritura de uma casa de uma pessoa para outra

Escrito por kent page mcgroarty | Traduzido por william ferreira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como transferir a escritura de uma casa de uma pessoa para outra
Transfira a posse de um imóvel para outro (property image by Christopher Hall from Fotolia.com)

Escrituras são documentos de propriedade oficiais que detalham a posse de uma casa ou outro bem. São a única maneira de transferir legalmente um bem para outra pessoa. Há diferentes tipos de escrituras dependendo de sua situação, como renúncia para transferência de bens entre cônjuges, ou uma de garantia, que é uma forma mais detalhada de escritura. Para transferir, com êxito, um imóvel para outra pessoa, será necessário ter uma escritura elaborada por um advogado e garantir que a pessoa a receba, antes de tê-la registrada em seu município.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Pesquise os tipos de escritura para descobrir qual melhor atende às suas necessidades. A de garantia é uma escritura comum, usada em transferências de bens e transfere não apenas a reivindicação de propriedade, mas também, as certificações de que o titular da escritura tem direito legal à propriedade. Escrituras de renúncia são comumente usadas ​​para transferir o bem para outro, mas transferem apenas o interesse do proprietário em vendê-lo para outra pessoa; esse tipo não faz uma reivindicação sobre o proprietário atual. Também observa-se que essas escrituras, geralmente, são usadas ​​quando há dúvidas ou controvérsias sobre um título de propriedade, tal como acontece com as transferências interfamiliares.

  2. 2

    Peça para um advogado especialista em título de propriedade e transferência de escritura para escrever uma escritura, quer de renúncia ou garantia, incluindo o nome do novo proprietário, e que envie-a a ele. Uma vez que este a recebe, a transferência está, tecnicamente, completa.

  3. 3

    Registre a transferência no município onde a casa está localizada, levando-a aos escritórios oficiais do governo. Essa ação faz parte da escritura de registro público. Embora possa demorar um pouco para ela aparecer nos registros de propriedade, observe se a transferência está completa assim que o escritório receber a escritura.

Dicas & Advertências

  • Trabalhar em uma profissão onde você é continuamente responsável por suas ações, como um médico, é considerado uma razão válida, aos olhos da lei, para transferir o bem para um cônjuge.
  • Outros tipos de escrituras incluem as de beneficiário, que são usadas para transferir um bem após a morte do proprietário.
  • Transferir o bem para seu cônjuge, para evitar o conhecimento de credores é considerado atividade fraudulenta.
  • Transferir a escritura de um bem ao cônjuge enquanto estiver sendo processado, não será considerada uma transferência válida no tribunal.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível