Tratamento com Cyberknife contra o câncer na base do crânio

Escrito por cynthia myers | Traduzido por larissa franzin tavares dos santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

Os tumores cancerígenos na base do crânio são frequentemente amorfos e invasivos, difíceis de serem removidos por meio de uma cirurgia que use o bisturi tradicional. O Cyberknife é um sistema robótico de radiocirurgia que fornece doses elevadas de radiação extremamente precisas diretamente sobre os tumores. Ao contrário da cirurgia cerebral tradicional, o Cyberknife não é invasivo, pois não requer a abertura cirúrgica do crânio.

Outras pessoas estão lendo

Preparação

Antes de ser submetido a um tratamento com o Cyberknife para o câncer na base do crânio, será colocada uma máscara no paciente projetada para ajudá-lo a ficar parado durante o tratamento. A máscara é feita de uma malha macia e encaixa-se perfeitamente ao paciente. Ao mesmo tempo em que a máscara é encaixada, o paciente passa por uma tomografia computadorizada, a qual ajudará o médico a determinar a localização exata e as características do tumor. Nesse momento, também podem ser realizadas uma ressonância magnética, uma tomografia por emissões de pósitrons (PET) ou um angiograma.

Uma vez que todos os resultados dos exames estiverem prontos, o médico ou os médicos do paciente elaborarão um plano de tratamento. Os resultados dos exames serão colocados no software Cyberknife e os médicos decidirão onde concentrar a radiação e os locais onde ela deverá ser evitada. Eles também decidirão quantas sessões o paciente irá precisar.

Tratamento

O paciente retorna para a primeira sessão, deita sobre uma mesa e veste a máscara. O paciente pode usar roupas confortáveis e até mesmo escutar suas músicas preferidas durante a sessão. Enquanto estiver deitado, o braço robótico do Cyberknife se movimentará ao redor do paciente para administrar o tratamento.

O Cyberknife usa a tecnologia robótica para rastrear o tumor em tempo real. Durante o tratamento, o ele pode se ajustar para qualquer movimento do tumor. Diferente dos tratamentos tradicionais de radiação, os quais danificam ou destroem tecidos bons juntamente com os tecidos cancerígenos, o Cyberknife mira apenas no tumor ou lesão.

Os pacientes que passam pela cirurgia com o Cyberknife devem primeiro passar por uma quimioterapia para diminuir o tumor. Dependendo do tipo e localização deste, os pacientes podem passar por uma ou mais sessões com o aparelho.

A radiocirurgia Cyberknife não requer anestesia. Os pacientes não sentem dores durante o procedimento e muitas pessoas não apresentam efeitos colaterais. Alguns apresentam fatiga moderada ou náusea, as quais desaparecem dentro de uma a duas semanas.

Resultados

Um estudo chinês, realizado em 2006 e 2007, com 28 pacientes que passaram pelo tratamento com o Cyberknife para tumores localizados na base do crânio, demonstrou que 17 dos tumores se estabilizaram e dez diminuíram. Em três desses casos, o tumor desapareceu quase que por completo. Nenhum dos pacientes apresentou sequelas neurológicas nos três primeiros meses após o tratamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível