Tratamento da dermatite seborreica

Escrito por lisa sefcik | Traduzido por ana rodrigues
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

A dermatite seborreica, às vezes chamada de seborreia, é uma doença de pele que afeta principalmente o couro cabeludo, embora possa afetar a pele também. Apenas cerca de 3% do total da população sofre de dermatite seborreica, sendo a maior incidência observada em pessoas com síndrome da imunodeficiência adquirida (AIDS). A doença pode ser facilmente gerenciada usando tratamentos sem prescrição médica, mas em alguns casos, é necessária a assistência de um médico para um tratamento mais agressivo.

Outras pessoas estão lendo

Dermatite seborreica: o que é isto?

A dermatite seborreica é normalmente encontrada no couro cabeludo, embora também afete partes mais oleosas da pele onde as glândulas sebáceas estão presentes, como a face, o tronco e as costas. A condição faz com que manchas vermelhas escamosas e coceira sejam uma das causas da caspa persistente. A dermatite seborreica não causa risco de morte, no entanto, pode causar grande desconforto e constrangimento para aqueles que sofrem com isso.

As causas

A causa exata da dermatite seborreica não é conhecida. No entanto, de acordo com a Mayo Clinic, existem alguns fatores que podem exacerbar essa condição, incluindo stress, fadiga e alterações sazonais. A dermatite seborreica é vista mais comumente em pacientes com AIDS e doenças neurológicas como a doença de Parkinson. A condição pode também ser causada por Pityrosporum ovale, uma levedura que está normalmente presente no corpo. Quando esta levedura cresce em uma rapidez fora do normal, no entanto, podem surgir problemas de pele tais como a dermatite seborreica. A Mayo Clinic afirma a eficácia dos medicamentos antifúngicos no tratamento da condição parecendo apoiar esta reivindicação.

Tratamento do couro cabeludo

De acordo com a Mayo Clinic, xampus medicinais sem prescrição médica são os primeiros tratamentos utilizados em dermatite seborreica do couro cabeludo antes que qualquer coisa mais forte seja recomendado. Procure por xampus anticaspa que contêm cetoconazol, ciclopirox, alcatrão, piritiona de zinco, sulfureto de selênio ou ácido salicílico como o ingrediente ativo. Use-os todos os dias, e não se esqueça de deixar o produto no cabelo o tempo suficiente para que ele funcione (de três a cinco minutos). Se a dermatite seborreica do couro cabeludo começa a desaparecer e você percebe menos flocos de caspa em seu ombro, corte o uso do xampu para duas ou três vezes por semana. Se a condição não melhorar, procure um médico ou dermatologista para um tratamento sob prescrição.

Tratamento para o rosto e o corpo

Para tratar manchas escamosas, e coceira no corpo, o uso de cremes antifúngicos ou anti-coceira sem prescrição médica pode ser útil. No entanto, você pode exigir a ajuda de um médico para obter o melhor resultado. O seu médico ou dermatologista pode prescrever um medicamento corticosteroide ou antifúngico específico -- ou mesmo as duas coisas -- ou um medicamento oral chamado terbinafina se a dermatite seborreica estiver presente em grande parte do seu corpo. O seu tratamento no corpo podem incluir imunomoduladores orais sob prescrição, que reduzem a inflamação e o crescimento de fungos. No entanto, a U.S. Food & Drug Administration determinou que o medicamento deve ser utilizado apenas quando todos os outros falham devido ao efeito que tem sobre o sistema auto-imune; além disso, só deve ser usado por um curto período de tempo.

Dicas úteis

Além de usar xampus e cremes especiais para tratar a dermatite seborreica, a Mayo Clinic sugere fazer algumas mudanças simples no estilo de vida, tais como evitar o uso de sabonetes agressivos (detergente) no corpo, vestir roupas de algodão para evitar mais irritação e evitar a tentação de coçar. Por piorar quando a área afetada apresenta pelos, os homens podem querer considerar o barbear rente a pele, em vez de deixar crescer um bigode ou barba.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível