Tratamento de displasia do joelho

Escrito por rebecca boardman | Traduzido por jesse mourao
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento de displasia do joelho
A displasia é provocada por desgastes nas juntas do joelho

Displasia do joelho é uma condição dolorosa que pode ser bastante difícil de tratar. Ela ocorre quando os movimentos da rótula e da ranhura não coincidem. Isso faz a rótula "ralar" para trás e para frente sobre o osso da perna, causando desgaste ósseo, dor e degeneração. Tratar esse problema pode ser um desafio, uma vez que envolve a forma do próprio osso.

Outras pessoas estão lendo

Tratamento da displasia do joelho

Primeiro, consulte um médico ortopedista. Ele será capaz de confirmar a gravidade do seu problema e dar-lhe algumas ideias sobre como resolvê-lo. Todos os métodos não-cirúrgicos devem ser tentados antes que se discuta uma opção cirúrgica. O primeiro passo é normalmente a fisioterapia, que irá fortalecer os músculos ao redor da rótula. Isso é feito usando elevadores de pernas, aparelhos de musculação e outros exercícios que serão dados sob a orientação de um profissional.

Cinta

Outra maneira de tratar a displasia é através do uso de uma cinta de joelho. Isso não é algo que vai ser usado durante todo o tempo, mas apenas durante atividades ou nos momentos em que o joelho estiver dolorido. Seu médico irá recomendar uma cinta de acordo com sua condição. É importante que um médico o ajude com isso pois, embora a cinta seja padrão, ela pode não promover apoio no lugar certo para o seu joelho.

Injeções

Se as etapas acima não forem suficientes para aliviar a dor da displasia, injeções de corticosteroides ou de ácido hialurônico podem ser uma opção. A primeira é um tratamento de aumento de volume e reduz a dor e a inflamação, a última é um biolubrificante, que pode ajudar a junta a funcionar mais facilmente. Nem sempre as injeções são eficazes, e o alívio que elas trazem é temporário. Mas pode protelar o passo final, que é a cirurgia.

Cirurgia

A etapa final para corrigir a displasia é a cirurgia. Isso não é comum e é muitas vezes guardado apenas para os casos mais graves, pois uma cirurgia pode ser bastante complexa e invasiva. Vários métodos podem ser tentados, desde o realinhamento patelar à substituição total do joelho. Estes são reservados para casos em estágio final, onde a qualidade de vida está se tornando severamente comprometida pela displasia no joelho.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível