Tratamento para a doença do refluxo laringofaríngeo

Escrito por m. gideon hoyle | Traduzido por a. araújo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • E-mail

O refluxo laringofaríngeo (RLF) é uma condição em que os conteúdos ácidos do estômago passam através do esfíncter no topo do esôfago e salpicam nas cordas vocais, tecidos da garganta e da cavidade nasal. O resultado do processo pode ser inflamação crônica, rouquidão e contração anormal perto das cordas vocais. O tratamento para o RLF geralmente combina mudanças no estilo de vida e remédios.

Outras pessoas estão lendo

Causas e sintomas

O RLF é essencialmente uma extensão da doença do refluxo gastroesofágico (DRGE), que ocorre quanto a acidez estomacal flui para o esôfago. A DRGE é causada pelo enfraquecimento do esfíncter esofágico inferior, uma faixa muscular na parte inferior do esôfago que geralmente impede a reentrada (refluxo) dos conteúdos estomacais. O RLF ocorre quando o esfíncter no topo do esôfago também falha, permitindo que os conteúdos do estômago subam ainda mais.

Os sintomas do RLF incluem garganta dolorida, rouquidão, dificuldade para engolar, tosse crônica, gotejamento pós-nasal, muco na garganta e sensações semelhantes a ter algo preso na garganta. Caso experimente qualquer um desses sintomas, consulte um médico. Estranhamente, quem sofre do RLF geralmente não sente azia pois os ácidos passam tão rápido que evitam irritar o próprio esôfago.

Tratamento através de mudanças do estilo de vida

O tratamento para o RLF geralmente começa com várias mudanças no estilo de vida. Comece modificando sua dieta: elimine a cafeína, incluindo café, chá e bebidas e refrigerantes cafeinados. Esses produtos ácidos podem piorar os efeitos do RLF e o gás dos refrigerantes pode causar arrotos, que levam ao refluxo de mais conteúdo estomacal. Refrigerantes cafeinados são particularmente ácidos e devem ser evitados. Sucos muito ácidos como os de laranja, mirtilo e toranja também podem piorar a condição.

Tente eliminar também certas comidas: cebolas e alho estão entre os principais responsáveis por criar condições para o refluxo; outros culpados incluem alimentos gordurosos, picantes ou fritos, chocolate e hortelã. Evite comer qualquer coisa até três horas antes de dormir. É possível obter alívio adicional perdendo peso, parando de fumar e evitando álcool; como a comida, o álcool deve ser particularmente evitado antes de dormir. Eleve a cabeceira da cama em alguns centímetros para desencorajar ainda mais a ocorrência de refluxo noturno.

Remédios

É possível utilizar remédios para o RLF. Caso necessários, seu médico provavelmente receitará um inibidor da bomba de prótons, medicamentos que bloqueiam as enzimas estomacais que produzem ácido. Exemplos incluem ezomeprazol (Nexium), lansoprazol (Prevacid) e rabeprazol (Aciphex). Seu médico também pode receitar bloqueadores de H2, outra classe de remédios que diminuem a produção de ácido estomacal. Exemplos incluem famotidina (Pepcid), ranitidina (Zantac) e lansoprazol (Prevacid).

Esteja avisado que ambas as classes de remédios interferem com a capacidade de seu organismo de absorver cálcio; o efeito pode ser proeminente porque esses compostos geralmente são ingeridos em doses relativamente altas. Consulte seu médico para uma explicação completa dos efeitos colaterais em potencial de seu remédio.

Cirurgia

Casos persistentes de RLF podem precisar de uma cirurgia para enrijecer fisicamente o esfíncter esofágico inferior. Seu médico informará caso essa medida seja necessária.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível