Tratamento da fístula obstétrica

Escrito por dana severson | Traduzido por philipe oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamento da fístula obstétrica
Cirurgia para correção de fístula (vascular surgery image by Andrey Rakhmatullin from Fotolia.com)

Uma fístula obstétrica é uma abertura ou uma ligação que se forma tanto entre o reto e a vagina, quando é observado uma fístula retovaginal, quanto entre o aparelho urinário e a vagina, como no caso de uma fístula vesicovaginal. Com ambos os tipos de fístulas, o tratamento varia em função do tamanho, da localização e gravidade da doença. Mas a maioria das mulheres que possui qualquer uma dessas patologias receberá primeiramente tratamento para as infecções associadas; depois, o fechamento da abertura anormal que será tratado.

Antes da cirurgia

O primeiro aspecto do cuidado é o de tratar qualquer infecção ou a irritação subsequente que pode estar afetando a fístula, a vagina, o reto ou o trato urinário. Para a maioria das mulheres, esse tratamento inclui algum tipo de antibiótico, que é administrado antes da correção da fístula. Uma vez que a infecção ou irritação está sob controle, o segundo passo do processo pode ser iniciado.

Em alguns casos de fístula obstétrica, um anticorpo é administrado por via intravenosa para ajudar na sua cura. O Infliximab é o mais comum. Ele funciona alterando a resposta imune do corpo que provoca a inflamação do tecido da fístula, dificultando o processo de cicatrização. À partir daqui, a fístula pode, então, ser melhor tratada.

Cirurgia

Uma vez que a infecção e inflamação foi tratada, a cirurgia é efetuada. As cirurgias para quaisquer formas de fístulas obstétricas são semelhantes em seus processos. Primeiramente, a área é examinada para determinar a extensão do dano causado. Em seguida, a fístula é removida e a área reparada. Para algumas, a cirurgia é realizada através da vagina, onde a fístula e qualquer tecido danificado são removidos manualmente e a abertura é, então, suturada. Para outras, a cirurgia é realizada através de uma incisão no abdôme e um enxerto é utilizado para reparar a abertura, uma vez que a fístula já foi removida.

Acompanhamento pós-cirúrgico

Após a conclusão da cirurgia, em algumas mulheres é introduzido um cateter ou feita uma colostomia para desviar a urina ou fezes para longe do tecido reparado. Isso pode garantir que a área não seja infectada, além de aumentar a chance de cura. Provavelmente sua dieta será mudada durante as primeiras semanas após a cirurgia, inicialmente restringindo os alimentos sólidos e, em seguida, a quantidade de fibras em sua dieta, especialmente nos casos de fístula retovaginal.

Você também vai precisar ter um cuidado especial com sua área genital após a cirurgia, lavar regularmente (sem sabão) e secar com tecido macio. Certifique-se de evitar qualquer substância irritante, como sprays vaginais, sabonetes, duchas e absorventes perfumados.

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível