Tratamentos caseiros para alergias em cães

Escrito por g.d. palmer | Traduzido por lara scheffer
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamentos caseiros para alergias em cães
Muitos cães são alérgicos a frango, já que é um ingrediente comum em rações industrializadas (chicken lean meat image by Maria Brzostowska from Fotolia.com)

Alergias a alimentos são muito comuns em cães e a maioria resulta da exposição excessiva a alguns ingredientes comuns na ração. Entretanto, pode ser difícil saber quais deles são o problema. Alimentar seu cachorro com uma dieta eliminatória caseira é uma parte importante do tratamento contra a alergia. Ao oferecer a ração feita com uma nova fonte de carboidratos e proteína, você e seu veterinário podem determinar quais alimentos causam a reação e quais seu animal de estimação pode comer.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Nova fonte de proteína
  • Nova fonte de carboidratos
  • Cloreto de potássio
  • Carbonato de cálcio
  • Fosfato bicálcico
  • Óleo vegetal
  • Suplemento multivitamínico

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Escolha novas fontes de proteína e carboidratos — alimentos que seu cão nunca comeu antes. Algumas escolhas comuns como fonte de proteína incluem coelho, porco, peru, pato, cordeiro e cabra. Escolhas de carboidratos comuns incluem cevada, arroz, painço, batatas ou batatas doces. Evite ingredientes que estejam na ração que seu cachorro come.

  2. 2

    Ferva ou asse 450 g de carne. Não adicione nenhum tempero ou óleo — eles podem contaminar a dieta e afetar os resultados. Deixe a carne esfriar e pique-a em pedaços pequenos.

  3. 3

    Dissolva 1 colher de chá de cloreto de potássio em água e ferva arroz, batatas ou outros carboidratos para produzir 10 xícaras de amido cozido. Escorra qualquer líquido restante e deixe esfriar.

  4. 4

    Dissolva e misture 1 1/3 colheres de chá de carbonato de cálcio, 1 colher de chá de fosfato bicálcico, 1 dose de suplemento multivitamínico sem sabor e sem aditivos e 5 colheres de sopa de um novo óleo vegetal, como azeite de oliva.

  5. 5

    Acrescente o carboidrato já frio à mistura de suplementos, depois misture a carne picada. A cada 9 kg de peso do seu cachorro, alimente-o com 450 g dessa mistura. Se não quiser calcular a quantidade, peça a ajuda de seu veterinário.

  6. 6

    Alimente o animal com a dieta eliminatória por 12 semanas. Não deixe que ele coma qualquer outro tipo de comida durante esse período. Se os sintomas forem reduzidos ou extintos ao final desse tempo, volte a alimentá-lo com a ração antiga. Se os sintomas voltarem, poderá confirmar que é uma alergia alimentar. Sinais comuns de alergia incluem problemas digestivos, erupções na pele e coceira.

  7. 7

    Execute testes individuais nos alimentos. Alimente o animal com a dieta eliminatória por 12 semanas, depois introduza uma nova ração, como a de carne. Se os sintomas não aparecerem, seu cão não é alérgico a esse alimento. Isso pode levar muito tempo, mas permitirá determinar lentamente quais ingredientes seu animal de estimação poderá comer.

Dicas & Advertências

  • Nunca comece uma dieta eliminatória sem consultar seu veterinário.
  • Evite dar brinquedos de mastigar, petiscos, migalhas e remédios com sabor ao seu cachorro quando estiver alimentando-o com a dieta eliminatória.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível