Tratamentos para a dor nos pontos-gatilho do músculo piriforme

Escrito por lisa weber | Traduzido por mara marcos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamentos para a dor nos pontos-gatilho do músculo piriforme
Massagem piriforme (Lower body massage as part of a full body Thai massage. image by Deborah Benbrook from Fotolia.com)

Pontos-gatilho do músculo piriforme podem causar dores intensas quando ficamos em pé, andamos, sentamos ou corremos. Usar ferramentas associadas à massagem de toque profundo é o método mais seguro e eficaz de tratar esses pontos-gatilho, de acordo com o livro "The Trigger Point Therapy Workbook." O tratamento eficaz para os pontos-gatilho no músculo piriforme podem eliminar a dor e a disfunção, normalmente sem cirurgia ou uso de medicamentos.

Outras pessoas estão lendo

Informações

O músculo piriforme é um músculo das nádegas que vai desde a coluna até o topo do osso do fêmur. Esse músculo gira a perna para fora ou o corpo na direção oposta. Pontos-gatilho no músculo piriforme podem criar dores na base da coluna vertebral, nas nádegas, no quadril e nos isquiotibiais superiores. Eles também podem encurtar o piriforme, causando compressão do nervo ciático, o que gera queimação, dormência, formigamento e dor na parte inferior da perna.

Bolas

Vários tipos de bolas podem ser utilizadas para proporcionar a massagem de toque profundo que trata eficazmente os pontos-gatilho: uma bola de tênis, uma bola de lacrosse, uma super bola ou até mesmo uma bola de salto. Essas bolas podem ser colocadas entre o músculo e uma parede ou no chão e, em seguida, o peso do corpo pode ser aproveitado ou movido sobre ela para criar os movimentos de massagem.

Varas de massagem

Várias marcas de varas de massagem também podem ser usadas ​​nesse músculo. Elas são fortes, feitas de plástico rígido e curvas para atingir a parte de trás do corpo. As varas podem ter pontos duros e nodosos sobre elas, usados para isolar os pontos-gatilho. O músculo piriforme também pode ser massageado usando uma vara enquanto a pessoa se deita na cama com os joelhos dobrados para cima.

Parceiros

Um parceiro pode usar os polegares para pressionar o ponto-gatilho do músculo piriforme. Assim, será exercida uma pressão que forçará o sangue para fora do ponto-gatilho, permitindo que sangue fresco flua ou seja liberado.

Um parceiro também pode usar o cotovelo, uma vara ou uma ferramenta de mão nodosa para fornecer a massagem profunda recomendada.

Técnicas

A terapia repetida ao longo de vários dias e semanas será mais eficaz do que se realizada em uma única sessão de massagem. O livro "The Trigger Point Therapy Workbook" recomenda de seis a doze séries em uma sessão e de seis a doze sessões por dia, durante vários dias e semanas ou até o alívio completo da dor. Os pontos-gatilho podem voltar e ser retirados da mesma forma.

A finalidade das ferramentas

Existem dois propósitos principais na utilização dessas ferramentas. Um deles é evitar que as suas mãos ou as mãos do massageador sintam dor no desenvolvimento repetitivo da massagem. O outro é constituir uma alavanca que permita que a profundidade de compressão seja alcançada para atingir o ponto-gatilho do músculo. As ferramentas são necessárias para que você possa realmente chegar ao seu próprio músculo piriforme com potência suficiente para massageá-lo de forma eficaz.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível