Tratamentos para a Enterococcus faecalis

Escrito por demetria jackson | Traduzido por ilve maria
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamentos para a Enterococcus faecalis
Conheça os tratamentos para a Enterococcus faecalis (Duncan Smith/Stockbyte/Getty Images)

A bactéria Enterococcus faecalis, ou E. faecalis, faz parte do ambiente normal do estômago e do intestino. Quando há um crescimento excessivo de Enterococcus faecalis, isso pode resultar em uma doença. A Enterococos, resistente à vancomicina, ou VRE, é uma mutação desta bactéria. Ela não pode ser eficazmente tratada pelo antibiótico vancomicina.

Outras pessoas estão lendo

História

de acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, um terço das infecções hospitalares em unidades de cuidados intensivos em 2004 foram causadas por VRE.

Tipos

Os antibióticos entregues por via intravenosa são utilizados para tratar a Enterococcus faecalis. Tratamentos tais como lincomicina, ampicilina, linezolida, imipenem, cilastatina, Rocefin e Sinercida são utilizados isoladamente ou em combinações.

Considerações

A Enterococcus faecalis resistente à vancomicina é também resistente à ampicilina. Estes dois são antibióticos fortes, e uma resistência aos mesmos impede o tratamento.

Efeitos colaterais

Possíveis efeitos adversos comuns aos IV tratamentos para Enterococcus faecalis incluem náuseas, diarreia, dor de estômago, erupção cutânea e reação alérgica.

Função

Dependendo da gravidade da infecção, um paciente pode precisar de até oito semanas de tratamento. Os medicamentos podem ser administrados a quatro ou mais vezes por dia.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível