Há tratamentos para a gripe espanhola?

Escrito por cameron easey | Traduzido por marcio almeida
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Há tratamentos para a gripe espanhola?
A gripe espanhola matou milhares de pessoas no início do século passado (H1N1 Swine Flu Virus Image image by Pete Linforth from Fotolia.com)

A gripe espanhola é uma variedade de gripe que causou uma pandemia perto do fim da Primeira Guerra Mundial entre 1918 e 1919. Naquela época, os médicos não sabiam qual era a causa do vírus ou como desenvolver um tratamento específico. Quase 675 mil americanos morreram de gripe antes do fim da pandemia. No entanto, existem tratamentos que funcionam e, muitos foram desenvolvidos por instalações não-médicas, como o Sanatório de Battle Creek, em Battle Creek, Michigan.

Outras pessoas estão lendo

Limpeza do intestino

Um tipo de tratamento que foi desenvolvido para combater a gripe espanhola era submeter os pacientes a um enema. Pacientes no sanatório recebiam um enema 2 vezes por dia, usando cerca de 0,95 a 1,4 L de água para limpar o cólon completamente. Tratamentos com enema começariam nas primeiras fases do vírus e continuariam até que o paciente estivesse totalmente recuperado.

Líquidos e alimentos

Pacientes no sanatório em Battle Creek passariam por um tratamento adicional que, consistia em beber cerca 2,8 a 3,8 litros de suco de frutas ou água a cada dia. Isto era feito para ajudar os rins e a pele a eliminar o vírus. Era necessário que os pacientes bebessem um copo de líquido a cada meia hora, enquanto eles estivessem acordados. Farelos que continham fibra foram misturados em aveia e arroz, o que ajudou os movimentos intestinais para limpar o corpo de resíduos.

Banhos e cobertores

Pacientes com febre recebiam banhos quentes ou eram envoltos em cobertores quentes para ajudar a reduzir a febre e aliviar a dor nas pernas e costas. O cobertor molhado e quente era envolto em torno do paciente por, no máximo, 15 minutos e, uma manta de lã era colocada ao redor do cobertor quente e úmido. Se o paciente tivesse febre alta, os cobertores eram mantidos apenas por 4 a 5 minutos.

Compressa fria

Uma compressa fria era aplicada na cabeça e no rosto, em pacientes com dor de cabeça ou que tivessem febre alta. A compressa fria era, imediatamente, aplicada depois de se enrolar rapidamente o cobertor quente para ajudar a reduzir a febre do paciente. Uma compressa fria sobre o coração também era aplicada em pacientes com a pulsação acelerada, enquanto envoltos em um cobertor.

Transfusões

Além de tratamentos não-médicos para a gripe espanhola, também foram desenvolvidos vários tratamentos médicos. Um tipo de tratamento envolvia transfusões de elementos sanguíneos, tais como o sangue, plasma e soro, em pacientes gravemente doentes para reduzir o risco de morte. Este tratamento aumentou a taxa de sobrevivência de pacientes em estado grave, em 1918, em cerca de 50%.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível