Tratamentos naturais para fibromas

Escrito por l.a. o'hare | Traduzido por laila teixeira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamentos naturais para fibromas
72% das mulheres de origem africana desenvolvem miomas uterinos em algum momento de suas vidas (pretty black woman image by MAXFX from Fotolia.com)

Miomas são nódulos de tecido conjuntivo, considerados tumores benignos. Estima-se que 50% das mulheres caucasianas e 72% das mulheres afro-americanas desenvolvem miomas em algum ponto de suas vidas. Eles podem aparecer na camada interna ou externa do útero, sendo a sua localização determinante para fins de classificação. Embora as causas dos miomas possam ser uma série da fatoras e serem a causa número um de histerectomias, há maneiras naturais e não invasivas de tornar esses tumores menores.

Outras pessoas estão lendo

Tipos

Há quatro tipos de mioma. O mioma subseroso surge na parede uterina, porém mais próximo da parte externa do útero. Miomas intramurais se formam na parede uterina. Os miomas submucosos surgem na porção da parede uterina mais próxima do endométrio. Os miomas pediculados possuem um pedículo e podem aparecer tanto dentro como fora do útero.

Causas

Médicos enxergam uma ligação entre miomas e níveis elevados de estrogênio em função do uso de pílulas anticoncepcionais ou de uma gravidez. Miomas em mulheres na menopausa tendem a diminuir de tamanho graças ao declínio dos níveis de estrogênio. Também se acredita existir correlação entre miomas e estresse, além de obesidade.

Sintomas e diagnóstico

Os sintomas do mioma variam conforme sua localização. Sintomas comuns são dores abdominais, sangramento excessivo e pressão urinária. Se assintomático, como é o caso da maior parte das mulheres, sua presença pode ser notada pela primeira vez por um médico, durante um exame ginecológico de rotina. Nesse caso, o médico buscará certificar-se da existência do problema através de ultrassom, tomografia computadorizada, ultrassom transvaginal ou pelo uso de um pequeno telescópio.

Melhore sua função hepática

Como se acredita que o estrogênio contribua para a formação de miomas, é essencial ter boa função hepática. Se o fígado não estiver funcionando bem, não poderá processar o excesso de estrogênio que, então, passará a circular pela corrente sanguínea. Coma saladas com dentes-de-leão, chicória, alcachofra e radicchio, e tome suco de limão. Vitaminas do complexo-B também são decisivas para o bom funcionamento do fígado.

Dieta

Dieta é importante para que miomas diminuam de tamanho. Evite carnes bovinas, suínas e de aves que foram injetadas com hormônios. Perder peso é altamente recomendável. Células adiposas armazenam estrogênio. Assim, perder peso faz com que o corpo se livre do excesso desse hormônio.

Estresse

O estresse contribui para o desenvolvimento de inúmeras doenças. Quando se está estressado, as glândulas adrenais liberam cortisol. Está provado que o cortisol aumenta as células e tecido adiposos, sobretudo as localizadas no tronco humano. Para diminuir o estresse, experimente técnicas de relaxamento como meditação ou exercícios, como yoga. Terapia também é um recurso viável para a redução do estresse.

Ervas

Há muitas ervas que podem ajudar a diminuir o tamanho dos miomas uterinos. Raiz de dente-de-leão, cardo leiteiro, bardana, açafrão-da-terra, rosa de gueldres, amor de hortelã, yam mexicano, freixo espinhoso, folhas de verbasco e gengibre são ervas recomendadas para auxiliar a função renal, e também para tornar miomas menores em tamanho. Se possível, busque a opinião de um herborista licenciado.

Leva tempo para que um mioma diminua de tamanho. No mínimo, esses recursos impedirão que o mioma cresça. Como de praxe, se surgirem sintomas, ou se estes piorarem, busque o conselho de um médico imediatamente.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível