Tratamentos para vítimas de radiação

Escrito por andrea lott haney | Traduzido por fabiana silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tratamentos para vítimas de radiação
A exposição à radiação, se tratada corretamente, não deixa sequelas (danger radiation image by Alex White from Fotolia.com)

Uma vítima de envenenamento por radiação pode adoecer após ser submetida a uma dose de exposição elevada. Isso acontece em acidentes, ataque a usinas nucleares ou quando uma pessoa é exposta a uma grande quantidade de radiação durante tratamentos médicos. A doença causada pela radiação pode surgir de uma única exposição a doses elevadas ou da exposição crônica, na qual a vítima recebe pequenas quantidades de radiação durante muitos anos. O tratamento para este tipo de doença tem como objetivo prevenir danos aos tecidos e tratar os sintomas causados pela exposição à radiação.

Outras pessoas estão lendo

Primeiros socorros

Em uma emergência, somente ajude as vítimas se você estiver usando os equipamentos de segurança apropriados para radiação. Com a proteção adequada, desloque-a para uma área livre da radiação, para interromper a exposição. Assim que estiver a uma distância segura do incidente, examine a respiração e o pulso da vítima. Se necessário, realize a reanimação cardiorrespiratória.

Retire as roupas da vítima, para evitar a exposição contínua à radiação. Enquanto trata com cuidado das queimaduras e feridas visíveis, lave a pessoa com água e sabão. Mesmo longe da fonte de radiação, as partículas radioativas permanecem na pele e nas roupas. Então, ao retirar as roupas e lavar a vítima, você evita uma maior contaminação dos tecidos do corpo.

Tratamento médico

O tratamento médico das vítimas tem como objetivo eliminar a radiação dos tecidos e órgãos do corpo, bem como prevenir as complicações causadas pelos seus efeitos. Caso fique comprovado o envenenamento por radiação, o tratamento médico será realizado por meio da administração de iodeto de potássio. Este medicamento não é radioativo. Quando o iodo radioativo está presente no corpo, ele se acumula na glândula da tireoide e se torna tóxico. Os médicos administram o iodeto de potássio não radioativo no corpo, para saturar a tireoide e impedir que ela receba o iodo radioativo, protegendo-a da contaminação.

A radiação pode danificar ou destruir a medula óssea e os glóbulos brancos do sangue fabricados por ela. Os médicos tratam o problema com medicamentos à base de proteínas, que reconstroem a contagem dos glóbulos brancos e combatem a infecção. A radiação também destrói os glóbulos vermelhos, fazendo com que seja necessário realizar uma transfusão de sangue nas vítimas.

O azul da Prússia é um corante que se liga às partículas radioativas presentes no corpo e ajuda a eliminá-las pelas fezes. O ácido dietilenotriaminopentaacético (DTPA) se liga aos metais, e os médicos o utilizam para se ligar aos metais radioativos encontrados no corpo, como o plutônio, e ajudar a eliminá-los. A radiação, que é eliminada do corpo da vítima através das fezes e urina, passa pelo sistema de resíduos.

Os médicos tratam as complicações do envenenamento por radiação à medida que elas surgem. Por exemplo, uma contagem baixa de leucócitos pode resultar em infecções, que são tratadas com antibióticos. Os profissionais da saúde tratam os sintomas graves ou os que causam desconfortos como febre, náuseas e desidratação com medicamentos, fluidos ou indicando repouso.

É extremamente improvável que uma pessoa sobreviva a uma dose de radiação muito elevada, acima de oito gray (Gy). Neste caso, o tratamento visa apenas tratar o desconforto sentido pela vítima. Os médicos administram analgésicos e fluidos, porém permitem que o paciente morra naturalmente. As vítimas que se encontram nesta situação, podem ser acompanhadas por uma psicóloga para receberem auxílio emocional.

Efeitos de longo prazo

Se tratada com sucesso, a doença causada pela radiação pode ser eliminada. Uma vítima não sofre danos permanentes causados pela exposição. A radiação, quando eliminada, não deixa traços nos tecidos ou órgãos do corpo. Entretanto, as pessoas expostas à radiação têm um risco muito mais elevado de desenvolverem câncer do que a população em geral. Os médicos recomendam aconselhamento para vítimas de radição, em virtude do risco de desenvolverem esta doença no futuro. Exames realizados com regularidade podem detectar o câncer no estágio inicial possibilitando grandes chances de cura.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível