Mais
×

Como tratar alergia canina

Atualizado em 21 novembro, 2016

Se seu cão vive com coceira -- coça as axilas, lambe os pés ou esfrega o focinho no carpete com frequência -- é sinal de que sofre de alergia, também chamada de dermatite atópica. Nos cães, as alergias costumam se manifestar na forma de problemas de pele, em vez de apresentarem olhos lacrimejantes e espirros, como os seres humanos. Um veterinário pode ajudá-lo a criar um plano para auxiliar o cachorro alérgico, que pode incluir anti-histamínicos e esteroides como a prednisolona.

Alergias em cães comumente resultam em coceira (dog image by Ergün Özsoy from Fotolia.com)

Diagnóstico

As alergias normalmente começam nos três primeiros anos de vida do cão, mas podem demorar um pouco mais a se manifestar. O veterinário desejará saber se a coceira aparece em determinadas épocas do ano e durante um certo período de tempo ou se parece piorar em um ambiente em particular. Pode ser que ele recomende a eliminação de alguns alimentos, produtos de beleza ou higiene da vida do animal, um de cada vez, para ver se a alergia desaparece. Caso contrário, o veterinário pode realizar um teste de pele para determinar a origem do problema. Nesse teste, uma série de alérgenos são injetados na pele do cão para verificar a reação.

Anti-histamínico

Anti-histamínicos como Benadryl, Tavist ou Chlor-Trimaton funcionam bloqueando a produção de histamina, uma substância que o sistema imunológico do cão gera como resposta a elementos irritantes. Esses remédios funcionam para cerca de 30% dos cães alérgicos. Pode ser necessário passar por um período de tentativas e erros no qual deve-se observar não somente se o anti-histamínico faz efeito, mas também sinais de efeitos colaterais, que podem incluir perda de apetite, constipação, boca seca, sonolência e hiperatividade. Quando encontrar o medicamento correto na dose correta, seu animal de estimação estará livre desses efeitos.

Prednisolona

Os esteroides como a prednisolona servem como medicamentos anti-inflamatórios para reduzir coceiras graves. Ela é um hormônio que afeta o corpo inteiro, e por isso deve ser administrada em doses pequenas e a cada dois dias, assim que os sintomas agudos ficarem sob controle. A prednisolona pode induzir efeitos colaterais graves, como excesso de apetite ou sede, incontinência urinária, perda de massa muscular, supressão imunológica e abortos.

Imunoterapia

Se a alergia do cão for grave, o veterinário pode recomendar injeções periódicas para reduzir a sensitividade do animal a um alérgeno específico. Esse tratamento pode funcionar melhor se o cachorro possuir múltiplas alergias conhecidas. Dê-lhe as injeções prescritas. Aproximadamente 35% de cães alérgicos respondem a esse tratamento.

Ácidos graxos ômega 3

Complemente a alimentação do cão com ácidos graxos ômega 3. Diferentemente dos óleos, os ácidos graxos reduzem a produção e os efeitos de substâncias inflamatórias, como a histamina, na pele do animal, além de melhorar a saúde da pele e dos pelos.

Evitar exposição

Assim que souber a que o cão é alérgico e antes de tentar qualquer um dos tratamentos acima, deve-se reduzir a exposição do animal ao alérgeno. Por exemplo, se ele apresentar febre dos fenos (alergia ao pólen de algumas plantas), mantenha-o dentro de casa durante a época de floração e utilize ar-condicionado. Se o cão for sensível a ácaros, lave a cama dele com água quente e aspire-a frequentemente. Caso o animal seja alérgico a milho, por exemplo, procure alimentos que não contenham esse produto ou considere alimentá-lo apenas com produtos feitos em casa.

Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article