Mais
×

Como tratar o granuloma piogênico canino

Atualizado em 23 março, 2017

Quando um cachorro se lambe excessivamente, às vezes, pode-se desenvolver o granuloma piogênico. Infecções fúngicas e bacterianas são as causas comuns dessa condição. Já que a doença pode causar outros problemas de saúde, é importante buscar um cuidado imediato.

Instruções

Os cães que se lambem excessivamente desenvolvem o granuloma piogênico (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)
  1. Avalie seu cão, buscando por sinais do granuloma. O animal pode ter lesões que causam uma coceira excessiva e incontrolável.

  2. Leve o cão ao veterinário para um exame. Um teste de pele é necessário para se fazer o diagnóstico da condição. O médico ainda pode requerer uma biópsia da área, determinando a extensão da doença. Mantenha o animal calmo durante o exame, isso é importante. Você manter a tranquilidade pode ajudar, já que os cães observam suas emoções.

  3. Crie um plano de tratamento. As infecções causadas por essa condição precisam de um tratamento antibiótico a longo prazo. Pode ser necessário a administração da medicação por três meses. Uma terapia tópica também pode ajudar no controle da coceira.

  4. Peça por uma coleira. É importante que o animal não tenha acesso à área afetada. Faça com que ele use-a a todo momento.

  5. Proporcione exercícios regulares. Às vezes, essa condição não é causada por uma infecção. Pode ser uma questão comportamental causada por tédio. Providencie atividades físicas e atenção, desencorajando tal comportamento.

Dicas

  • Estimule o descanso do animal. Essa condição é muito desconfortável e é útil que o animal descanse com frequência. Isso ajuda no processo da cura.

Aviso

  • Monitore de perto a área afetada. Observe-a com atenção, procurando por sinais anormais. Isso pode incluir uma vermelhidão e inchaço. Contate seu veterinário se vir qualquer anormalidade.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article