Mais
×

Como tratar a sarna canina com cefalexina

Atualizado em 21 fevereiro, 2017

A sarna é uma doença causada por ácaros que penetram o couro do seu bichinho de estimação, abrindo túneis e se reproduzindo por baixo da pele. A sarna não só causa muita coceira no seu cão e deixe ele desconfortável mas ela também pode ser transmitida para seres humanos e outros animais. Antes de tratar a infecção na pele do seu cão, você precisa consultar um veterinário para que a infestação seja avaliada e ele dê orientações sobre medicamentos e higienização. O seu veterinário pode então receitar cefalexina, um antibiótico cefalosporina, para tratar a pele do seu cãozinho. Aqui estão algumas das orientações para o tratamento da sarna com cefalexina.

Instruções

O antibiótico cefalexina pode ser usado no tratamento da sarna quando prescrito por um veterinário (Janie Airey/Digital Vision/Getty Images)
  1. Pergunte para o seu veterinário sobre o uso da cefalexina para o tratamento da sarna. Apesar das marcas comerciais da cefalexina não serem produzidas para esse fim, ele é comumente receitado por veterinário no tratamento de infecções de pele em cães e gatos.

  2. Administre no seu cãozinho uma dose de 10 mg a 15 mg de cefalexina a cada 8 a 12 horas, de acordo com o prescrito pelo veterinário. Esse medicamento pode ser encontrado líquido ou em pílulas; se seu cão tem dificuldade para engolir comprimidos, peça a suspensão líquida e mistura na comida dele.

  3. Lembre de continuar dando a medicação ao seu cão até que ela acabe. É provável que os sintomas da sarna comecem a melhorar dramaticamente depois de um ou dois dias de tratamento, mas é importante que você continue dando o remédio.

  4. Mantenha seu cãozinho confortável durante o tratamento, escovando a pelagem dele regularmente e procurando por ácaros e outros problemas. Use um shampoo calmante com propriedades antifúngicas para aliviar a coceira e a irritação. Tente impedir que o cão morda, arranhe ou coce a pele irritada de qualquer maneira. Talvez seja necessário o uso de um colar elisabetano (aquele cone de pescoço) se o cãozinho insistir em morder a pele machucada.

Aviso

  • Fique de olho para o sinais de reações alérgicas, e leve o cachorro no veterinário imediatamente se você notar erupções na pele, falta de ar, inchaço na língua, no rosto ou nos lábios, vômito, diarreia, formação de hematomas e sangue ou muco nas fezes.
Cite this Article A tool to create a citation to reference this article Cite this Article