Como tratar a sinusite fúngica alérgica com antibióticos

Escrito por laura munion | Traduzido por julio vizo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como tratar a sinusite fúngica alérgica com antibióticos
Certos antibióticos têm-se revelado eficazes no tratamento da sinusite fúngica alérgica (Keith Brofsky/Photodisc/Getty Images)

A sinusite fúngica alérgica é uma infecção do sinus causada pela exposição a certos tipos de fungos. Os sintomas mais comuns são a inflamação e a drenagem do muco, o que resulta em erros de diagnóstico pensando-se ser sinusite bacteriana em alguns casos. Existem vários tratamentos para este problema, e ainda não há um protocolo padrão para o tratamento. Certos antibióticos têm-se revelado eficazes no tratamento da sinusite fúngica alérgica que afeta mais pessoas do que se pensava. De acordo com um estudo de 1999 publicado no periódico Proceedings, da Mayo Clinic, "... 96 por cento dos participantes do estudo com rinossinusite crônica têm cultura de fungos em suas secreções nasais".

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Antibióticos

Lista completaMinimizar

Instruções

  1. 1

    Faça um exame de cultura se você ou o seu médico suspeitarem que a sinusite seja de origem fúngica, este exame poderá não só confirma-la, mas também determinará quais tipos de fungos foram encontrados. Existem muitos tipos no meio ambiente, mas poucos causam sinusite. O tratamento dependerá do tipo encontrado.

  2. 2

    Siga a dosagem e o tempo de prescrição com exatidão. Você deverá tomar a dosagem de antibiótico no mesmo horário todos os dias. Isso garantirá que a mesma quantidade de medicamento seja introduzida em seu sistema todos os momentos. Tome-o com alimentos ou com o estômago vazio, dependendo da recomendação. A eficácia do antibiótico pode ser comprometida se as orientações não forem seguidas corretamente.

  3. 3

    Monitore os sintomas da sinusite. Se não melhorarem até o final do tratamento com antibióticos ou se voltarem dias após o término, avise seu médico. O medicamento poderá não ter respondido bem ao tipo de fungo existente, o que permitirá que eles continuem se reproduzindo e reinfectando seus seios da face. Se isso ocorrer durante um período de tempo, poderá afetar os tecidos circundantes e o osso, causando danos permanentes.

  4. 4

    Faça checapes regularmente. Como a maioria das pessoas que sofrem de sinusite crônica, muitas vezes têm infecções fúngicas, monitore junto com seu médico os níveis de fungos em seus seios da face. Se os episódios da doença se repetirem constantemente poderá ser necessário fazer uma cirurgia para estabelecer uma boa via de drenagem do seio da face ou remover o crescimento de fungos a partir do tecido. Os médicos costumam recomendar tratamentos antifúngicos tópicos em conjunto com a cirurgia e antibióticos sistêmicos.

Dicas & Advertências

  • Segundo a American Rhinologic Society (ARS) os tratamentos para a sinusite fúngica alérgica são debatidos e controversos entre os médicos que tratam deste problema. Segundo afirmação no site da ARS: "Embora o tratamento desta condição seja controverso, há um consenso em que, junto com a remoção cirúrgica pode-se incluir corticoides sistêmicos ou tópicos, anti-histamínicos, antibióticos, medicamentos anti-fúngicos, imunoterapia alérgica e irrigação".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível