Como treinar seu cérebro para pensar magro

Escrito por helen jain | Traduzido por paula soares
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como treinar seu cérebro para pensar magro
Perder peso começa com a mudança de pensamentos (thin waist woman in big shorts over white image by Anatoly Tiplyashin from Fotolia.com)

Pessoas que pensam magro raciocinam de forma diferente daquelas que estão sempre lutando contra seu peso. A dieta da psicóloga americana Judith Beck usa uma abordagem da psicologia cognitiva que ensina as pessoas a treinarem o cérebro para pensar como pessoas magras, levando-as a perder peso com a mudança de comportamento e pensamento. De acordo com o site "My recipes", que entrevistou a doutora Beck, a abordagem cognitiva funciona porque é baseada no pensamento e em um plano de dieta que pode modificar qualquer estilo de vida. Começar requer que você mude sua forma de pensar sobre a comida e a fome.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Aprenda a identificar quando seu corpo está com fome. Confundir o desejo de comer com a fome é parte do problema em perder peso. Uma pessoa que pensa magro pode saber a diferença entre a fome e a vontade de comer, porque conseguem ficar horas sem comer entre uma refeição e outra. Pessoas assim raramente fazem um lanche uma hora antes da refeição, porque sabem que a hora de comer está próxima. Este hábito de não comer fora do horário das refeições faz com que seja mais fácil para identificarem quando estão com fome e quando apenas querem comer por comer. Assim é mais fácil evitar a tentação.

  2. 2

    Evite viver para comer. Pessoas que pensam magro não passam o tempo todo pensando em comida, porque sabem que vão comer em breve. De acordo com o site MSNBC, essas pessoas vão saber controlar a fome, quando não é um momento conveniente para comer.

  3. 3

    Mude seu raciocínio durante uma refeição. Segundo o site MSNBC, pessoas que pensam magro não se sentem obrigadas a comer em excesso e param de comer quando estão moderadamente satisfeitas. Não pensam que possivelmente sentirão fome mais tarde, que devem comer mais porque a comida está saborosa ou têm qualquer outro raciocínio que as levem a comer mais. Quando estão comendo, elas não pensam na próxima refeição ou que devem limpar seu prato. Mude o seu pensamento durante uma refeição, para evitar excessos.

  4. 4

    Preste atenção no que você come. Pessoas com pensamento magro percebem quando comeram demais e acabam comendo menos na próxima refeição. Elas percebem a quantidade de calorias ou de comida que estão ingerindo e alteram a próxima refeição ou cortam o próximo lanche sem sequer pensar nisso. Elas não se sentem confortáveis ​​quando comem demais. É fácil cometer em excesso, quando se assiste TV ou se está terminado um sorvete, mas arrumar uma desculpa ou ignorar que está comendo demais acaba aumentando as calorias ingeridas. Preste atenção aos alimentos que você está consumindo e quanto está comendo e, caso seja necessário, ajuste a sua dieta durante o resto do dia, para compensar o excesso cometido.

  5. 5

    Evite comer alimentos por conforto. Comer por ansiedade, por estar chateado, aborrecido ou se sentindo sozinho é um dos maiores problemas em comer em excesso. De acordo com o MSNBC, pessoas que pensam magro muitas vezes perdem o apetite quando emocionalmente perturbados ou evitam pensar nessas emoções, esquecendo a comida. Quando se encontrar cometendo excessos devido a estresse, tédio ou emoções diversas, desvie a atenção desses sentimentos. Leia um bom livro ou passe algum tempo praticando técnicas de relaxamento.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível