Como treinar um doberman para conviver com crianças

Escrito por nancy hayden | Traduzido por marlon campos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como treinar um doberman para conviver com crianças
Dobermans podem viver bem com crianças (Apple Tree House/Lifesize/Getty Images)

O Doberman, famoso por serem cães de guarda ou ataque, não é a melhor e nem a pior raça para se ter em uma casa com crianças. Suas características fazem dele um cachorro adequado para proteção, mas ele tem também qualidades que os tornam adaptáveis e facilmente treináveis, o que é fundamental para a criação de um bom animal de estimação para famílias. Um Doberman bem treinado é um cachorro calmo, bom para se ter ao redor de crianças.

Outras pessoas estão lendo

Socialize-o cedo

Como acontece com a maioria das raças, é importante socializar o Doberman desde os primeiros meses. Isso ajuda o cão a aprender a não ser agressivo com estranhos, outros cães e, principalmente, suas crianças. Se elas crescerem junto com o cachorro ainda filhote e esta interação for supervisionada, eles desenvolverão uma relação de proximidade e aprenderão limites de comportamento. Mesmo com a chegada de uma nova criança, um cão mais velho que tenha sido socializado e bem ensinado na fase inicial da vida irá se comportar adequadamente.

Idade ideal

Mesmo não sendo cães de grande porte, os dobermans são extremamente fortes e não são tão tolerantes como algumas outras raças. Devido a isto, crianças pequenas que tentem agarrar o cachorro, puxar suas orelhas e cutucar seu rosto podem estar correndo riscos. Crianças mais velhas que conheçam os limites de tolerância do cão e o que eles podem fazer são mais adequadas para conviver com dobermans. Além disso, crianças mais velhas têm menos probabilidade de serem acidentalmente derrubadas do que as menores.

Confiança

Ao treinar um Doberman, é importante estabelecer domínio sobre eles com confiança. Ao fazer isso, o cão respeitará o dono e protegerá tudo que o que ele considerar valioso ou precioso. Portanto, eles não vão ser agressivos com membros mais jovens da família. Contudo, podem haver problemas caso a criança tenha medo do cachorro, visto que ele pode tentar estabelecer seu domínio sobre elas.

Protecionismo

A mentalidade dos Dobermans assemelha-se a de lobos no sentido de que, quando estão em um grupo, alguns animais devem proteger os filhotes. Tratando-se de uma casa de família, os filhotes são as crianças e o cão pode às vezes ser super protetor. Movimentos bruscos em direção à uma criança por alguém que o cão não conheça bem podem resultar em um comportamento agressivo de proteção. Brincadeiras mais "agressivas" entre crianças também podem fazer o cão tentar proteger o dono. Estes tipos de comportamentos têm de ser vigiados e desencorajados para evitar acidentes.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível