Tumor na cabeça de um gato

Escrito por amanda thompson | Traduzido por alexandre amorim
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Tumor na cabeça de um gato
Tumores normalmente começam em outras áreas da cabeça e se espalham para o cérebro (cat image by nutech21 from Fotolia.com)

Tumores na cabeça dos felinos, ou tumores cerebrais, são uma massa no cérebro. Eles são mais comuns em cães do que em gatos. Quando eles ocorrem, costumam afetar os gatos mais velhos, de acordo com o site PetPlace.com. Tumores cerebrais podem começar como resultado de um problema secundário, como um crescimento maligno na passagem nasal, no crânio ou na cavidade da orelha. Eles normalmente começam em outras partes da cabeça e se espalham para o cérebro.

Outras pessoas estão lendo

Locais comuns dos tumores

Tumores cerebrais são comumente encontrados na membrana que alinha o crânio. Esse tipo de tumor é chamado de meningioma. Apesar de ser normalmente não canceroso, não existe espaço suficiente para o tumor ficar, o que pode resultar em danos para o cérebro. Tumores na glioma são encontrados nas células do cérebro. Eles são chamados de astrocitomas, oligodendrogliomas, glioblastoma multiforme e ependimomas.

Eles também acontecem no prosencéfalo, no tronco cerebral, no cerebelo e no córtex cerebral. De acordo com o site The Cat Health Guide, "os tumores podem variar em severidade, desde os que crescem lentamente até os altamente malignos (que crescem rapidamente)".

Além disso, eles podem ocorrer como um tumor secundário. De acordo com a Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Estadual da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, "tumores secundários representam uma propagação (metástase) de outro tumor no cérebro que venha de outro lugar do corpo". Os tumores que podem se espalhar para o cérebro incluem hemangiossarcoma (câncer das células do sangue), carcinoma da mama e melanoma (câncer de pele).

Sintomas

Sintomas comuns em gatos que sofrem de um tumor no cérebro incluem depressão, mudança no apetite e no consumo de água, mudanças comportamentais, perda de memória e aparência de quem está sentindo dor. Sintomas específicos para esse tipo de câncer incluem fraqueza em um lado do corpo do gato, paralisia, inclinação da cabeça, vômitos, dificuldade em engolir, posição anormal do olho ou olhos com pouca mobilidade. Sintomas mais sérios podem incluir convulsões, cegueira parcial ou total, ou comas.

Causa e diagnóstico

Enquanto a causa dos tumores no cérebro dos gatos é desconhecida, acredita-se que possa existir uma predisposição genética.

Uma biópsia é a única forma de se diagnosticar um tumor. Seu veterinário pode ser capaz de determinar se o tumor é canceroso, entretanto, isso normalmente só pode ser determinado na autópsia.

Tratamento

Várias opções de tratamento estão disponíveis. Cirurgia no cérebro é um procedimento de alto risco e exige os serviços de um neurocirurgião. Ela é realizada apenas se as chances de remover o tumor inteiro forem altas e se os efeitos colaterais puderem ser evitados. A radiação pode ser usada em conjunto com a cirurgia ou sozinha.

Quimioterapia é outra opção. "The Cat Style Guide" (Guia de Estilos do Gato) declara que "a quimioterapia nem sempre é uma boa opção porque a barreira entre o sangue e o cérebro pode evitar que os agentes quimioterápicos cheguem ao tumor". Entretanto, avanços recentes melhoraram o tratamento e os gatos parecem tolerá-lo bem.

Por último, uma opção de tratamento pode ser não tratar o tumor, mas focar em aliviar os sintomas e manter o gato confortável.

Prognóstico

Infelizmente, a maioria dos tumores no cérebro não podem ser curados. O tratamento adequado pode prolongar a vida do gato e melhorar a sua qualidade de vida. O prognóstico normalmente não é bom se o tumor for grande e os sintomas forem graves ou caso se trate de um tumor secundário.

O tratamento desempenha um papel importante no prognóstico. Em muitos casos, o tratamento evolvendo radiação ajuda os gatos a viverem mais. Tumores do prosencéfalo possuem um prognóstico melhor do que os do tronco central ou do cerebelo.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível