Uso de bromo como desinfetante em piscinas

Escrito por ann ryan | Traduzido por marcelo couto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Uso de bromo como desinfetante em piscinas
O bromo é eficaz na desinfetação de piscinas (Swimming pool in front of the Cinema Museum Atlas image by Maria Petrova from Fotolia.com)

Usado pela primeira vez em 1936, o bromo se tornou extensivamente empregado como desinfetante de piscinas durante a Segunda Guerra Mundial, quando o cloro foi usado como arma química e se tornou escasso. Considerado frequentemente como desinfetante alternativo ao cloro, ele é usado em piscinas e banheiras de hidromassagem para remover bactérias e algas.

Outras pessoas estão lendo

Forma básica

Na sua forma básica, o bromo é um líquido marrom-avermelhado. Muitas vezes é fabricado no formato de tabletes para ser aplicado em piscinas e banheiras de hidromassagem, pois é mais prejudicial como líquido do que o cloro, de acordo com o site "Info About Swimming Pools".

Evaporação

Na temperatura ambiente de 19º C a 22º C, o bromo evaporará facilmente. Esse elemento é mais estável e eficaz em temperaturas mais quentes, portanto é mais usado como desinfetante em banheiras de hidromassagem e piscinas térmicas.

Irritante da pele

O bromo é considerado um alérgeno. É comprovado que ele causa irritação na pele, bem como desconforto nos olhos e nas membranas mucosas em pessoas que são alérgicas a essa substância. No entanto, muitos o consideram menos irritante que o cloro, de acordo com o site "Info About Swimming Pools".

Odor

Comparado ao cloro, o odor do bromo não é tão marcante quando colocado em uma piscina ou banheira de hidromassagem; no entanto, é muito mais difícil de retirar seu cheiro da pele.

Aplicação do bromo

O bromo normalmente é usado no formato de tablete, tanto em piscinas quanto em hidromassagens, através de um alimentador químico. Ele se junta às bactérias para matar os micro-organismos e somente uma pequena porção do produto químico é usada no processo. Por outro lado, quando o cloro se junta às bactérias, o consumo é muito maior. Portanto, o bromo dura mais do que o cloro e não precisa ser adicionado à piscina tão frequentemente. Os tabletes também duram por muito tempo quando armazenados. Além disso, por se tornar ativo na água em um período mais curto que o do cloro, o bromo leva menos tempo para desinfetar a piscina.

Custo-benefício

Embora o bromo não precise ser aplicado com tanta frequência, ainda é mais caro que o cloro e, portanto, não tem uma grande aceitação por parte dos proprietários de piscinas e spas, de acordo com a "North Carolina Division of Environmental Health".

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível