×
Loading ...

Usos do acetato de polivinila

O acetato de polivinila é uma substância produzida por meio da combinação de muitas unidades de acetato de vinila monomérico (CH3COOCH=CH2). A quantidade de unidades assim combinadas costuma ser entre 100 a 5.000. Isso se traduz em um peso molecular médio entre 850 a 40.000. O acetato de polivinila pode ser utilizado como é ou modificado por meio de reações químicas, para produzir outras substâncias poliméricas importantes.

A cola branca contém emulsão aquosa de acetato de polivinila (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Produção

O acetato de polivinila monomérico já foi preparado por meio da reação do acetileno com o ácido acético anidro, na presença de um catalizador sulfato de mercúrio; agora, ele é produzido por uma reação em fase de vapor: etileno borbulhante através de ácido acético anidro, na presença de cloreto de paládio como catalizador. Um inibidor é acrescentado, para evitar a polimerização espontânea. O acetato de vinila pode ser combinado com outras substâncias químicas, para efeitos de copolimerização, a fim de aumentar sua resistência à umidade.

Loading...

Propriedades

O acetato de polivinila é um polímero amorfo, não cristalino. O mais duro dos ésteres de polivinila, o acetato de polivinila oferece boa adesão à maioria das superfícies. Diferente de outros termoplásticos, ele não fica amarelo. O acetato de polivinila não faz ligação cruzada, o que o tornaria insolúvel, e pode ser dissolvido em muitos solventes que não sejam água. Uma fórmula de ressecamento lento combina de cinco a quinze por cento de acetato de vinila com álcool etílico (etanol). Um equivalente de ressecamento rápido combina a mesma quantidade de acetato de polivinila com acetona (dimetil cetona).

Reações

Os polímeros costumam passar por algumas das mesmas reações que seus equivalentes monoméricos passam. Assim, o acetato de polivinila pode ser tratado com alcalinos, o que gradualmente resulta em álcool polivinílico e o acetato alcalino. O álcool polivinílico pode ser convertido em diferentes ésteres ou pode ser reagido com aldeídos, como butiraldeído ou formaldeído, para formar acetais. O álcool polivinílico pode ser esterificado com ácido nítrico, para produzir um polímero explosivo. Uma reação bem apropriada para uma audiência jovem é a formação de um tipo de geleca a partir da reação de cola branca comum com uma solução aquosa de bórax.

Aplicações

O acetato de polivinilo emulsionado é utilizado em adesivos à base de água, inclusive pastas e colas. Um de seus usos é na encadernação. Dependendo da duração necessária do livro, o acetato de polivinila escolhido será copolimérico ou homopolimérico. Ele oferece capacidade aceitável de preenchimento de lacunas e pode ser utilizado como componente resinoso em tintas látex, oferecendo compatibilidade com uma ampla gama de outras substâncias químicas de tintas. O acetato de polivinila também pode ser utilizado na laminação de películas metálicas. Não emulsionado, ou sem água, ele é útil como adesivo termofixo.

Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...