Utilizações da cera da carnaúba

Escrito por marlene affeld | Traduzido por juliana ferreira dos anjos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Utilizações da cera da carnaúba
Uma camada de cera protege as folhas contra o vento (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A carnaúba (Copernicia prunifera), uma árvore tropical, beneficia o meio ambiente e os seres humanos de diversas maneiras. Conhecida como a "árvore da vida", a carnaúba é nativa do sertão nordestino brasileiro, mais precisamente dos estados do Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte. É uma árvore de crescimento lento, que atinge de 25 a 30 metros de altura em sua maturidade. Faz parte da família da palmeira Arecaceae, crescendo ao longo dos rios, canais e pântanos. Para proteger-se das secas prolongadas que ocorrem com frequência no Brasil, a árvore desenvolve uma espessa camada de cera que cobre suas folhas.

Outras pessoas estão lendo

Colhendo as folhas

A cera de carnaúba, também conhecida como ceará, palmeira ou cera brasileira, é uma cera vegetal orgânica obtida a partir dos brotos e folhas secas da árvore da carnaúba. De setembro a fevereiro, os trabalhadores colhem as folhas das árvores. Utilizando uma espécie de facão ligado a uma vara longa, as folhas, que se encontram no topo das árvores, são cortadas, empacotadas e colocadas ao sol para secar. Anualmente, um máximo de 20 folhas são cortadas a partir de cada árvore, fornecendo uma safra de aproximadamente 1 kg de cera.

Utilizações da cera da carnaúba
Folhas da carnaúba (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

Extraindo a cera

Após as folhas estarem completamente secas, elas são batidas para obter a cera. Tanto a extração manual quanto a mecânica são utilizadas para este procedimento de debulha. A cera é, em seguida, peneirada e classificada por tamanho e cor dos flocos de poeira. A cera de cor mais clara é obtida das folhas mais jovens, enquanto as folhas mais velhas fornecem uma cera de cor castanho-escuro. A classificação da cera é determinada pela sua condição e pela sua cor. A classificação de número um equivale ao grau mais alto e mais caro, sendo da cor amarelo pálido e estando disponível em blocos, pedaços, flocos ou em pó.

Utilizações industriais

A cera da carnaúba apresenta ponto de derretimento maior que as outras ceras naturais, estando em torno de 78º C. Estaa cera é utilizada, literalmente, em milhares de aplicações, dentre elas, polimento de pisos, carros, couros, e como selante conservador para acabamentos em armários de madeira e em móveis finos. A cera de carnaúba é o produto de polimento preferido dos cuidadores de carro mais entusiastas, proporcionando um alto brilho e excelente proteção contra as alterações climáticas.

Utilizações da cera da carnaúba
A cera da carnaúba oferece aos carros proteção contra os estagos causados pelo clima (Thinkstock Images/Comstock/Getty Images)

Utilizações cosméticas

A cera de carnaúba é usada em batons, brilhos labiais, cremes de cabelo e outra gama diversificada de produtos cosméticos. A cera natural orgânica proporciona brilho, rigidez e firmeza. Atóxica, a cera de carnaúba também é utilizada para fabricação de sombras, esmaltes, cremes faciais, condicionadores de cabelo e espumas de barbear, além de ser encontrada em sabonetes, velas e loções para o corpo.

Utilizações da cera da carnaúba
A cera de carnaúba evita que os batons borrem e derretam (Jupiterimages/BananaStock/Getty Images)

Cera da carnaúba em gêneros alimentícios

Quanto aos gêneros alimentícios, a cera da carnaúba é utilizada para a cobertura de chicletes e doces variados. É acrescida a chocolates finos, glacês e recheios de bolos. Uma fina camada desta cera preserva o frescor das frutas e verduras como maçã, pepino, pimentão e abóbora. A indústria farmacêutica também utiliza a cera como revestimento de comprimidos.

Utilizações da cera da carnaúba
A cera da carnaúba é adicionada aos produtos de confeitaria (Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images)

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível