Utilizando o Traceroute no Ubuntu

Escrito por micah mcdunnigan | Traduzido por felipe oliveira
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Utilizando o Traceroute no Ubuntu
Traçar a rota de pacotes é necessário para diagnosticar problemas em redes amplas (Hemera Technologies/AbleStock.com/Getty Images)

Resolver problemas de uma rede de apenas um computador ligado ao modem é uma tarefa bem simples, porém quando envolve múltiplos servidores e dispositivos torna-se mais difícil. Um programa chamado Traceroute auxilia usuários do Ubuntu a diagnosticar problemas de conexão tanto para redes simples quanto complexas.

Outras pessoas estão lendo

Traceroute

O Traceroute permite que você investigue redes ao tentar estabelecer uma lista de servidores entre o seu computador e endereço alvo. Ao verificar o tempo de resposta dois servidores, o aplicativo envia a ele um pacote dados, o qual exige uma resposta ao computador que fez o pedido, finalizando no servidor que o recebeu. Baseado neste pacote, o programa exibe uma lista de endereços, os quais criaram a rota entre os dois servidores, mostrando o tempo de resposta de cada um.

Traceroute no terminal

O Ubuntu vem com uma versão terminal do Traceroute instalada. Acesse-o clicando no logotipo do Ubuntu na parte superior esquerda da tela, digitando "terminal" na barra de busca e clicando no ícone do programa onde está escrito "Terminal". Se você tiver desinstalado o Traceroute, reinstale-o digitando o comando "sudo apt-get install traceroute" na linha de comando.

Usando o Traceroute

Verifique uma rota com o Traceroute digitando no terminal o comando "traceroute server-name", onde "server-name" é o nome do servidor com o qual você está tentando estabelecer o caminho. A lista de servidores aos quais os pacotes estão sendo transferidos começam a aparecer no terminal. Se este mostrar a frase "request timed out" (tempo esgotado de solicitação), significa que o pedido foi incapaz de alcançar o seu destino final. Se o programa exibir "***" em uma linha onde deveria haver um servidor intermediário, é sinal de que o servidor recebeu a requisição mas não enviou de volta as informações sobre si mesmo.

Opções

Ao executar um detalhamento de rota com o Traceroute, você poderá expedir comandos adicionais para configurar procedimentos específicos. Por exemplo, o comando "traceroute -n server-name" faz com que o programa identifique os servidores que receberam o pedido através de seus endereços de IP em vez dos nomes dos domínios. Adicionando "-w n", sendo "n" um número, faz o Traceroute usar este valor como limite de tempo ao considerar a resposta dos servidores, esgotando o tempo de resposta após este limite. Encontre uma lista completa das opções do programa digitando "man traceroute" no terminal do Ubuntu.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível