Como utilizar um fluxograma de sistema

Escrito por peter grant | Traduzido por wanderson david
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como utilizar um fluxograma de sistema
Os fluxogramas de sistema ajudam a melhorar a comunicação dos negócios (Jenny Acheson/Stockbyte/Getty Images)

Os fluxogramas de sistema são uma maneira rápida e fácil de ilustrar a operação de diferentes sistemas de computadores, modelos de negócios e sistemas de comunicação. Para os sistemas não técnicos, uma representação visual pode ser muito mais fácil de entender do que ouvir um explicação verbal. Utilizar um fluxograma de sistema é um processo fácil e direto que exige pouco conhecimento, pois eles incluem um código e usam diagramas de diferentes formas para definir certos elementos.

Nível de dificuldade:
Moderadamente fácil

Outras pessoas estão lendo

Instruções

  1. 1

    Crie um código para o fluxograma. Determine quais símbolos deseja utilizar e o que representarão. Por exemplo, use retângulos para simbolizar um ponto de partida do fluxograma, paralelogramos para marcar pontos de tomada de decisão e cilindros para representar pontos de armazenamento de dados e recipientes de informações.

  2. 2

    Insira os símbolos do fluxograma de maneira que sigam uma ordem ou sequência hierárquica. Use setas para conectar os diferentes elementos. Coloque os elementos em sequência.

  3. 3

    Examine o fluxograma rapidamente e determine se há alguma relação confusa entre as entidades ou alguma que possui dependências. Se uma certa operação tiver dependência, como a necessidade de uma transferência de dados de um servidor a outro, poderá ser necessário dividir essa parte do fluxograma nos caminhos "Sim" e "Não", demonstrando quais caminhos alternativos o sistema tomaria se essa condição for ou não cumprida.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível