Vantagens e desvantagens da depreciação linear

Escrito por meryl baer | Traduzido por daniel tamayo
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Vantagens e desvantagens da depreciação linear
Métodos de depreciação (John Foxx/Stockbyte/Getty Images)

Todo empreendimento dá dinheiro ao governo em forma de impostos. Todo mundo reconhece que pagar impostos é necessário para a manutenção dos serviços e infraestrutura locais, assim como nos níveis estadual e federal. Os indivíduos e as empresas tentam pagar sua parte justa nos impostos, enquanto buscam as deduções aplicáveis simultaneamente. A depreciação é uma dessas deduções de impostos aplicadas às empresas.

Outras pessoas estão lendo

Depreciação

A depreciação é uma despesa fixa da empresa. O Internal Revenue Service (Serviço Interno de Revendas, IRS) permite que empresas compensem esse custo de bens tangíveis recém adquiridos. As empresas alocam essas despesas ao longo de um período de anos. Uma quantidade específica em reais é alocada cada ano de vida útil do bem depreciável. A redução do custo é a depreciação. Existem alguns sistemas que o IRS aprova para a avaliação da depreciação. Três exemplos de métodos são: depreciação linear, método do balanço e método da soma dos anos.

Depreciação linear

A depreciação linear é um método comum de reduzir o custo ou preço de compra, de bens. Esse processo reduz o custo de um bem em uma mesma quantidade todo ano da vida útil estimada, geralmente de alguns anos. A depreciação linear é calculada dividindo o custo do bem pelo número de anos que ele será utilizado.

Vantagens da depreciação linear

A depreciação linear, também conhecida como método fixo de parcelamento igual da depreciação, é a forma mais simples e mais usada pelas empresas. Ela é adequada para bens que irão operar de maneira uniforme e consistente ao longo da vida útil. O método fixo é direto, sem complicações, fácil de entender e simples de aplicar. Todo ano, a mesma quantia é retirada dos impostos na forma de despesa de depreciação. O método linear é adequado para os itens menos caros, como mobília, que podem ser depreciados ao longo da vida útil comercial ou estimada. O IRS fornece referências para estimar a vida útil de um bem.

Desvantagens da depreciação linear

A maioria dos materiais de escritório, máquinas e outros itens não tem o mesmo desempenho a cada ano. Conforme o bem envelhece, ele se torna menos eficiente. O custo de reparo aumenta ao longo do tempo. A depreciação linear não leva em conta a perda de eficiência ou o aumento do custo de reparo e, dessa forma, não é adequada para bens caros, como fábricas e equipamentos. O tempo de vida útil de alguns bens pode não ser claramente estimado. O método linear não deve ser utilizado nesses casos.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível