×
Loading ...

As vantagens de verificar os batimentos cardíacos de um bebê

Atualizado em 06 julho, 2018

Ouvir os batimentos cardíacos do seu bebê pela primeira vez pode ser um dos momentos mais emocionantes da gravidez. O coração embrionário começa a bater em torno da quinta semana de gravidez e por vezes pode ser visto em um ultrassom como uma pequena centelha, mesmo se não puder ser ouvido na época. Os batimentos cardíacos podem ser ouvidos usando um instrumento Doppler em torno da nona ou décima semana da gestação. Ouvi-los pode ser tranquilizador tanto para os pais do bebê quanto para os médicos, e isso ajuda a garantir que o bebê está saudável.

Monitorar os batimentos cardíacos de um bebê durante a gestação pode ajudar a tranquilizar a mãe de que o seu filho está saudável (pregnant woman image by Frenk_Danielle Kaufmann from Fotolia.com)

Garantir uma frequência cardíaca adequada

A principal razão para verificar os batimentos cardíacos de um bebê é garantir que o coração ainda está batendo, e na taxa adequada de velocidade. A frequência cardíaca normal para um feto é entre 120 e 150 batimentos por minuto. Uma frequência significativamente mais alta ou baixa pode indicar um problema com o bebê, e podem ser necessárias outras intervenções médicas.

Loading...

Estabelecer um padrão de valor

Em vários ponto ao longo de uma gravidez, os médicos podem pedir um exame de cardiotocografia para monitorar o batimento cardíaco do feto por um tempo. A mãe usa dois monitores ao redor da cintura, um para os batimentos do bebê e outro para medir quaisquer contrações que podem ocorrer, e os resultados são representados graficamente em papel ou em um computador. Espera-se que os batimentos cardíacos do bebê aumentem quando ele se move; o padrão aceito é um aumento de 15 batimentos por minutos por 15 segundos de cada vez dentro de um período de 20 minutos. Isso é considerado um teste reativo, e os batimentos cardíacos são considerados normais. Se os resultados forem não reativos, podem ser necessários mais exames para descartar eventuais problemas.

Determinar a protidão do parto

No terceiro trimestre, um exame de contração é uma maneira de testar se um bebê está pronto para nascer e se será capaz de tolerar um parto normal. Se uma mãe ainda não estiver tendo contrações sozinha, um médico pode estimulá-las com um remédio, como a pitocina, ou com uma estimulação dos mamilos. A frequência cardíaca do bebê é então monitorada conforme as contrações progridem, e se o bebê estiver recebendo oxigênio o suficiente, ela irá desacelerar durante as contrações e depois retornarem ao padrão de valor. Se um bebê estiver mostrando esse tipo de estresse durante as contrações, pode ser necessária a realização de uma cesariana.

Identificar o estresse durante o trabalho de parto e o parto

O monitoramento da frequência cardíaca fetal também é comum durante o parto para acompanhar como o bebê está lidando com o estresse do trabalho de parto e para garantir que ele esteja recebendo oxigênio suficiente. Dispositivos externos, como um Doppler ou um estetoscópio, geralmente são usados ​​nas gestações de baixo risco em vários pontos durante o trabalho de parto para garantir que a frequência cardíaca do bebê esteja em intervalos normais. Em gestações de alto risco, quando o bebê está em risco de sofrimento fetal, como quando a mãe tem pressão alta, os médicos costumam usar um monitoramento contínuo dos batimentos cardíacos do feto, normalmente feito ao inserir um eletrodo através do colo do útero e ligá-lo à cabeça do bebê. Esse tipo de monitoramento é o mais preciso e geralmente é utilizado se o médico não conseguir ouvir o batimento cardíaco externamente ou se a frequência cardíaca do bebê não for a que deveria ser.

Mitos sobre o monitoramento da frequência cardíaca

Ao contrário de um mito popular, não é possível determinar o sexo de um bebê com base na sua frequência cardíaca. Além disso, o volume de um batimento não é motivo de preocupação, a não ser que você não possa ouvi-lo de modo algum. O quão bem você pode ouvir o batimento cardíaco é baseado na posição do bebê no útero e o volume do dispositivo que o médico estiver usando.

Loading...

Referências

Loading ...
Loading ...