A verdadeira diferença entre confiabilidade e validade

Escrito por rebeca renata | Traduzido por jose airton almeida neto
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
A verdadeira diferença entre confiabilidade e validade
A confiabilidade e a validade da pesquisa são conceitos muito importantes em métodos de pesquisa social (technology and scientific research image by Alina Isakovich from Fotolia.com)

Durante o processo de aprendizado sobre pesquisas nas ciências sociais, os termos "confiabilidade" e "validade" podem ser confusos. Essa confusão provavelmente se originou do fato dos termos serem parecidos, ainda que diferentes e distintos. Definir com clareza os termos e reconhecer suas diferenças e similaridades é um passo essencial rumo ao entendimento da importância e da aplicação da confiabilidade e a da validade na pesquisa.

Outras pessoas estão lendo

Validade

"Validade" significa exatidão. Na pesquisa, a validade tem a ver com a intensidade do experimento ou a veracidade do propósito da pesquisa tal como dita. Um exemplo disto seria um teste psicológico que queira medir a depressão mas que, na verdade, mede o nível de felicidade. Por conseguinte, esse é um teste com pouca validade. Se a sua máquina de lavar apenas gira as suas roupas no lugar de lavá-las, então ela não é válida para lavar roupas.

Confiabilidade

A confiabilidade significa a fidelidade de algo. Por exemplo, se a sua máquina de lavar começa a funcionar toda vez que você aperta em "lavar", então ela é confiável. Do mesmo modo, na pesquisa, o termo é confundido com frequência. Ao tentar descobrir se uma medição é confiável, os pesquisadores procuram enxergar se a medição se repete com frequência. Se for real ou verdadeiro, então a medição será exata sempre que for utilizada.

Relacionamento

Validade e confiabilidade são diferentes porém relacionadas. Por exemplo, ao analisar a validade de um medição, ou a precisão com que um teste mede um fenômeno específico, o teste deve ser confiável para ser válido. Isto é, se o teste algumas vezes medir uma depressão e em outras medir a felicidade, ele não é válido nem confiável. Em outros casos, como nas medições de grupo, uma medição pode ser válida no nível individual, mas não é confiável, já que os resultados entre os membros do grupos variam. Idealmente, uma medição tanto é válida como confiável, ou, em outras palavras, ela mede precisamente e fielmente aquilo que pretende medir.

Tipos

Existem vários tipos de confiabilidade e validade. Os tipos mais comuns de validade incluem a validade aparente, que significa a medição daquilo que foi planejado medir; a validade de conteúdo, que é aquela na qual a medição corresponde ao conceito que se pretendeu medir; e a validade preditiva, aquela na qual a medição faz uma predição exata. Os tipos de confiabilidade variam dependendo do que o pesquisador esteja buscando. Por exemplo, a confiabilidade de teste-reteste mostra se o teste é consistente em diferentes momentos, enquanto a confiabilidade de consistência interna busca saber se os itens específicos de um teste são consistentes quando comparados com os outros.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível