Como verificar defeitos em resistores e capacitores

Escrito por douglas quaid | Traduzido por barbara silva
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como verificar defeitos em resistores e capacitores
O multímetro é essencial para o teste de componentes defeituosos (multimeter image by Aleksey Bakaleev from Fotolia.com)

Resistores e capacitores são componentes elétricos básicos encontrados em quase todos os circuitos. Todos os componentes elétricos possuem tolerâncias de potência específicas e excedê-las fará com que o componente queime ou falhe. Se você exceder o limite de voltagem de um capacitor eletrolítico ele pode realmente explodir. Na melhor das hipóteses, um componente defeituoso pode fazer um circuito funcionar de forma imprevisível e, na pior das hipóteses, pode causar uma falha em efeito cascata que destrói outros componentes sensíveis. Você pode testar um resistor utilizando um aparelho chamado multímetro ou um ohmímetro. O teste de um capacitor é mais complicado e requer um medidor analógico.

Nível de dificuldade:
Moderadamente desafiante

Outras pessoas estão lendo

O que você precisa?

  • Multímetro ou ohmímetro

Lista completaMinimizar

Instruções

    Testando um resistor

  1. 1

    Determine o valor nominal do resistor (em unidades de "ohms") através do exame das faixas coloridas apresentadas neste componente.

  2. 2

    Posicione o multímetro ou ohmímetro para teste do nível de resistência seguinte mais elevado que o nível do resistor. Por exemplo: se estiver testando um resistor de 100 ohms e seu medidor tiver ajustes para 50 ohms, 100 ohms e 200 ohms, posicione o ajuste em 200 ohms. A medida ohms é simbolizada pela letra grega ômega, que tem a aparência de uma letra "u", com pés, de cabeça para baixo.

  3. 3

    Desligue o dispositivo e desconecte-o manualmente da fonte de energia, desligando da tomada ou removendo as baterias, caso o resistor estiver em um circuito.

  4. 4

    Toque a sonda do medidor nos fios do resistor. Como os resistores não são polarizados, não importa qual fio seja conectado por qual sonda.

  5. 5

    Compare a leitura do medidor com a capacidade esperada do resistor. Se a medição não alcançar o valor esperado significa que o resistor está com defeito. Leve em consideração o grau de tolerância do resistor. Por exemplo: se estiver testando um resistor de 200 ohms com uma tolerância de 10 porcento, leituras entre 180 e 220 ohms estão compatíveis, mas qualquer outro valor acima ou abaixo indica um problema. Um resistor completamente queimado pode demonstrar uma leitura de resistência infinita em um medidor analógico, ou um erro ou a mensagem de estar fora do intervalo em um medidor digital.

    Testando um capacitor

  1. 1

    Analise visualmente o capacitor sem tocá-lo. Se estiver deformado, assimétrico, corroído ou descolorido, está definitivamente com defeito.

  2. 2

    Desligue o circuito ao qual o capacitor está conectado, se for o caso, e desconecte o circuito manualmente da fonte de energia.

  3. 3

    Descarregue o capacitor antes de manuseá-lo tocando uma chave de fendas com cabo plástico, ou um resistor, entre seus condutores. Se utilizar um resistor para descarregar o capacitor, segure o resistor utilizando uma pinça com cabo isolante.

  4. 4

    Remova o capacitor do circuito, caso esteja conectado a algum. Outros componentes do circuito podem influenciar o comportamento do capacitor e levar a uma leitura errada.

  5. 5

    Toque as sondas do ohmímetro nos fios do capacitor. Se o capacitor for polarizado, conecte a sonda positiva de teste ao anodo do capacitor e a sonda negativa ao catodo, que normalmente se encontra identificado no capacitor por um símbolo "-". O ponteiro do medidor deve oscilar infinitamente e em seguida estabilizar. Se o valor do capacitor estiver no grau de pico Farad ou menor, isto irá ocorrer rapidamente. Quanto mais alto o valor do capacitor, mais lentamente a leitura de resistência irá oscilar. Se o ponteiro permanecer em resistência baixa ou zero o capacitor estará em curto ou defeituoso.

Dicas & Advertências

  • Enquanto o ohmímetro pode indicar um capacitor em curto, o teste é indireto e definitivamente não pode comprovar que o capacitor esteja funcionando corretamente. Considerando que a maioria dos capacitores são baratos e que para testá-lo você deve, de qualquer forma, remover um capacitor de seu circuito, geralmente é mais simples substituir o capacitor suspeito sem o incômodo de testá-lo.
  • Tanto um multímetro analógico ou digital ou um ohmímetro são adequados para testar um resistor, no entanto medidores digitais são mais específicas por fornecerem uma leitura precisa.
  • Contudo, para testar um capacitor é necessário um medidor analógico.
  • Resistores muito pequenos (denominados dispositivos de montagem em superfície, ou "SMDs", do inglês "surface mount devices") tornaram-se comuns, especialmente em eletrônicos digitais. Resistores SMD não utilizam o código de cores tradicional. Veja na seção de recursos um guia para a determinação de valores de resistores SMD.
  • Um capacitor pode armazenar carga por um longo período após ter sido desconectado da fonte de energia e pode causar um choque desagradável se for manuseado sem, primeiramente, ter sido descarregado com segurança. Capacitores mais poderosos podem armazenar carga suficiente para causar a morte. As dimensões físicas do capacitor não indicam necessariamente seu valor de capacitância, por este motivo manuseie todos os capacitores com cuidado.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível