Como o veterinário irá tratar seu cão se ele estiver vomitando devido a reação às vacinas?

Escrito por angela brady | Traduzido por vanessa santos
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como o veterinário irá tratar seu cão se ele estiver vomitando devido a reação às vacinas?
A coceira pode ser um sinal de reação à vacina (Ronja 5 image by Nadine Wendt from Fotolia.com)

Os donos de cães entendem que as vacinas são necessárias para prevenir doenças, e podem ainda preservar sua vida. Quando um cachorro apresenta uma reação negativa à vacinação, seu dono pode questionar o valor dessa prática. Além de tudo, as vacinas servem para mantê-los livres de doenças, não torná-los doentes. Essas reações podem variar de muito leve a muito grave, podendo até ser fatal. Como dito, elas continuam como uma parte importante do plano de bem-estar do seu cãozinho, e devem ser adaptadas a cada caso de saúde e histórico individual.

Outras pessoas estão lendo

Vacinas

As vacinas são uma versão viva ou morta da doença, que é injetada sob a pele dos cães. Como o corpo absorve organismos, ele responde produzindo anticorpos específicos para seu combate. Uma pequena quantidade de organismos injetados são eliminados, os anticorpos permanecem e são melhores equipados para atacar e matar aquele organismo na próxima vez que ele invadir a corrente sanguínea. Este é o motivo da importância dos reforços de vacinações todo ano, ou então para re-ensinar o corpo em como combater aquele invasor virulento em particular. Em casos raros, um cão pode reagir gravemente a uma vacina e passar por uma ampla variedade de sintomas.

Reação leve

As reações leves podem se iniciar em 24 horas a até uma semana após a injeção. Os sintomas incluem letargia, febre, erupção cutânea ou coceira no local em que foi aplicada, e geralmente desaparecem sozinhas. Sintomas que persistem ou que pioram após 24 horas devem ser relatados ao veterinário.

Reação moderada

Uma reação moderada pode incluir coceira severa, urticária e inchaço da face e pescoço, sendo a mais comum nos cães. A condição denominada urticária geralmente surge após 1 a 2 horas da vacinação. O veterinário pedirá que você leve seu cão urgentemente a clínica, em que ele administrará anti-histamínicos e injeções esteroidais para combater a resposta alérgica. Caso ela não seja tratada imediatamente, a condição pode piorar e se tornar um risco de vida.

Reação grave

A reação grave é caracterizada por choque anafilático, e geralmente ocorre antes que o cão deixe a clínica. A anafilaxia é um risco de vida, e pode causar vômito, diarreia, dificuldade de respiração e queda brusca da pressão sanguínea. Portanto, é uma situação emergencial. O veterinário levará rapidamente seu cão ao hospital onde ele pode colocar um tubo endotraqueal e administrar oxigênio para ajudá-lo a respirar. Ele colocará uma linha intravenosa para começar a infusão rápida de fluidos para ajudar no aumento da pressão sanguínea para níveis seguros, e administrará epinefrina, difenidramina e esteroides para diminuir a resposta imune à vacina. Com o cão estável, ele será monitorado por várias horas, ou até que mostre sinais de completa recuperação.

Prevenção

Embora a reação grave possa ser assustadora, evitar as vacinas não é a solução. A chance de um cachorro tê-la é muito pequena, e deixá-los sem vacinas é mais perigoso. Se seu cão tem apresentado alguma reação a vacina, certifique-se de que o veterinário saiba disso antes que outras sejam administradas. Uma injeção de pré-vacinação de difenidramina é geralmente suficiente para afastar a reação alérgica. Alguns reagem tão violentamente a certa vacina que os veterinários preferem eliminá-la do protocolo de vacinação, mas apenas aquela. Outros preferem dar-lhes espaço de vários meses em vez de administrá-las todas em um dia, já que isso algumas vezes pode prevenir as reações. Discuta suas opiniões com o veterinário, e ele adaptará um plano de vacinação para a máxima segurança do seu cão.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível