Qual o tempo de vida das bactérias?

Escrito por april sanders | Traduzido por lu catanho
Qual o tempo de vida das bactérias?
As bactérias são células vivas que estão em toda parte (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

As bactérias são organismos unicelulares. Sua expectativa de vida varia de acordo com seu tipo. Alguns tipos de bactérias, como as que causam infecções na garganta, podem viver em qualquer superfície não viva por horas ou mesmo semanas. Outras têm uma vida útil muito curta; sendo a mais curta de cerca de 20 minutos. As bactérias são as mais antigas e numerosas de todas as formas de vida, e podem ser encontradas em toda parte na terra. Elas são células vivas e estão ainda presentes no ar que você respira. As bactérias são vitais para o nosso ecossistema e 99% de todas elas são úteis. O 1%, que não é útil causa algumas doenças, mas que são tratáveis ​​com antibióticos.

Características

As bactérias são microscópicas. Elas são constituídas por uma célula muito simples, sem núcleo celular. Elas têm uma parede celular exterior rígida, o que lhes permite viver em vários tipos diferentes de ambientes. Algumas bactérias têm uma camada viscosa em suas paredes celulares, o que as protege de produtos químicos. Dentro da parede da célula existe uma membrana. Pequenas moléculas de alimento entram na célula através de aberturas na membrana celular. Dentro da membrana há algo chamado citoplasma, que é macio, como geleia, e contém enzimas. As enzimas são produtos químicos que servem para quebrar moléculas alimentares, e também construir partes da célula.

Tipos

Há milhares de diferentes tipos de bactérias, e cerca de duas mil espécies delas foram identificadas. Porque existem tantos tipos diferentes, os cientistas as classificam por grupos. As bactérias que precisam de oxigênio para sobreviver são agrupadas como aeróbicas. As bactérias anaeróbica, por outro lado, geralmente encontradas no oceano, não necessitam de oxigênio e podem morrer se expostas a ele. As bactérias também precisa de açúcar para crescer e se reproduzir. Bactérias autotróficas obtêm carbono a partir de dióxido de carbono e, em seguida, transformam o carbono em açúcar. As bactérias heterotróficas obtêm açúcar diretamente de seu ambiente. Recentemente, os cientistas começaram a classificar as bactérias também pela forma.

Funções

Por que há tantas bactérias em nosso mundo? As bactérias são uma parte importante do nosso ambiente natural. Elas decompõem a matéria morta, que libera os nutrientes de volta para o ar e o solo. Algumas bactérias também mudam o nitrogênio atmosférico em nitratos simples, que são utilizados pelas plantas verdes. No corpo humano, as bactérias vivem no intestino e nos ajudam a digerir os alimentos. As bactérias estão presentes em alimentos lácteos, tais como o iogurte e muitas vezes são usadas ​​como conservantes de alimentos.

Benefícios

As bactérias funcionam como uma parte importante do ecossistema, mas também existem outros benefícios também. Algumas bactérias que estão naturalmente presentes na pele, na verdade, ajudam a proteger-nos de fungos nocivos. Isso inclui bactérias que vivem em nossos narizes, bocas e gargantas. Elas ocupam muito espaço, e impedem que outros, micróbios mais nocivos montem o acampamento! As bactérias em nosso estômago são úteis porque mantêm o nível de ácido. Elas também liberam vitaminas, como as vitaminas B e K, em nossos corpos.

Alerta

Existem algumas bactérias que podem prejudicar os seres humanos. As bactérias podem causar tétano, pneumonia e outras doenças graves. O Streptococcus é uma bactéria que provoca infecções na garganta e pode até mesmo ser fatal para as crianças muito jovens ou idosos. A Campylobacter é um grupo de bactérias que muitas vezes causa intoxicação alimentar. A mais famosa e mortal de todas as bactérias é a forma de bastonete Yersinia pestis, ou a bactéria que causou a peste bubônica. Para se proteger contra as bactérias nocivas, mantenha seu corpo o mais saudável possível, lavando as mãos com frequência, comendo alimentos saudáveis​​, fazendo exercícios, e ficando longe de familiares ou amigos doentes.