Como é um dia de trabalho de um vitrinista?

Escrito por gigi starr | Traduzido por kelly isayama
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como é um dia de trabalho de um vitrinista?
Os vitrinistas organizam e arrumam vitrines (2006 Professor Bop / Creative Commons)

Outras pessoas estão lendo

O que um vitrinista faz?

Um vitrinista também é conhecido como um "merchandiser" visual. Esse tipo de merchandising envolve a organização de produtos para exibição, enquanto que os vitrinistas na verdade trabalham com a exposição de roupas em manequins e a montagem de estruturas em um espaço para contar uma história.

Para ser vitrinista é preciso de um conhecimento aprofundado e completo de vestuário, planejamento e arte. Uma boa compreensão de marketing e a disposição para trabalhar até tarde da noite também ajuda. Um vitrinista geralmente faz seu trabalho a partir do gosto do público. Atenção aos detalhes e a capacidade de seguir ordens também são quesitos essenciais.

Um dia ou noite típicos

Um "merchandiser" visual trabalha em uma vitrine em níveis. Primeiro, ele vai a reuniões de planejamento com os representantes de marketing corporativos para ver as roupas com as quais serão trabalhadas. O departamento de marketing trabalha com o "merchandiser" chefe para bolar um esquema, ou mural, para exibição. As exposições em vitrines quase nunca ficam sozinhas. Há geralmente um tema que é aplicado à loja e inclui caixas, pôsteres, cartazes e outros tipos de mídia.

Depois que o mural é criado, a companhia entrega as roupas para as diferentes lojas. Nesse dia, talvez no início da noite, o vitrinista chega para dar uma olhada no espaço e criar um plano para aplicar o tema do mural na vitrine. Já que a maioria das lojas padroniza os tipos de construção, geralmente há um esquema que se encaixa para todas.

Quando isso é feito, é hora de abrir as caixas e examinar as roupas para certificar-se de que nada está danificado ou faltando. Se alguma peça estiver faltando, ela deve ser substituída. Um vitrinista também precisa juntar toda a estrutura secundária necessária, como cadeiras, luzes ou sinalizações. Depois da inspeção, as peças são passadas ou vaporizadas para um visual despojado.

Uma vez que a loja fecha, o trabalho começa de verdade. A vitrine antiga é retirada, sendo que os componentes velhos ou são guardados no estoque ou em caixas para serem enviados de volta para a sede corporativa. Todo o vidro é completamente limpo, bem como o chão. O vitrinista então veste os manequins, tomando o cuidado de usar alfinetes e grampos para prender as roupas da melhor maneira possível.

Depois que as roupas já estão colocadas, outros itens como luzes e acessórios são arrumados no espaço. Quando isso for feito, o "merchandiser" geralmente tira uma foto digital. Essa é mandada por e-mail para o departamento de merchandising para uma verificação final.

Após a vitrine principal

Depois que a vitrine principal está feita, o resto da loja precisa de alteração. Pequenas sinalizações podem ser colocadas no estoque, porém as decorações maiores precisam ser enviadas para outro loca. Isso é especialmente verdadeiro para lojas de grande escala, ou que estão mudando de estação. Pode ser necessário mudar roupas de certos manequins, colocar papel dentro de bolsas para um aspecto mais cheio e criar prateleiras exibindo peças artísticas.

O merchandising visual é um emprego que pode envolver várias viagens. Lojas maiores, como a Riachuelo, possuem uma equipe de vitrinistas muito grande. Por outro lado, lojas menores possuem equipes menores que viajam de loja em loja, em uma determinada região. As vitrines podem mudar a cada duas semanas, o que pode ocupar o mês de um vitrinista com viagens.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível