Como vulcões e placas tectônicas estão conectados?

Escrito por casandra maier | Traduzido por luana ribeiro
  • Compartilhar
  • Tweetar
  • Compartilhar
  • Pin
  • E-mail
Como vulcões e placas tectônicas estão conectados?
Vulcões se formam no limite das placas tectônicas e, ocasionalmente, sobre a própria placa (Jupiterimages/Photos.com/Getty Images)

A crosta externa da superfície da terra é conhecida como litosfera, e o movimento dela em sua superfície é chamada de tectônica de placas. A superfície da Terra é dividida em placas que são responsáveis ​​pela atividade sísmica, incluindo terremotos e vulcões. Os vulcões se formam em montanhas assim que detritos eclodidos vão se juntando ao longo de milhões de anos. A formação e a atividade deles está diretamente ligado à tectônica de placas.

Outras pessoas estão lendo

Introdução a placas tectônicas

As placas tectônicas são compostas da crosta superior dos continentes e do fundo do oceano, também conhecido como crosta oceânica. Essas placas tem cerca de 80 Km de espessura e ficam em cima de áreas de rocha derretidas. Cada placa se move a taxas de alguns centímetros por ano. As áreas em que elas se encontram são conhecidas como fronteiras (ou limites) das placas tectônicas. Existem três tipos de fronteiras, incluindo divergentes, convergentes e fronteiras de transformação, que descrevem como as placas se afastam, colidem e deslizam uma na outra.

Vulcões

Vulcões são encontrados tanto em fronteiras divergentes e convergentes das placas tectônicas. Esse locais também são conhecidos como pontos críticos, onde o magma é formado e a pressão e temperatura fazem com que ele suba formando um vulcão, que estão localizados nas zona de subducção das fronteiras convergentes das placas. Quando as placas tectônicas convergem, isso significa que elas se movem juntas, devolvendo o material quebrado da colisão da placa de volta para a terra. Os vulcões não subduzem enquanto as placas colidem: as fronteiras divergentes das placas são áreas onde as placas tectônicas se separam e formam vulcões nos leitos oceânicos.

Arcos de ilhas

Arcos de ilhas são cadeias de vulcões que formam ilhas no oceano. Eles são formados pelo resultado de duas placas oceânicas que se convergem ou colidem debaixo d'água. Após milhões de anos de erupções, os detritos que são expelidos do vulcão se acumulam e endurecem. O vulcão debaixo d'água continua crescendo até que se eleva acima da superfície da água. Esses vulcões tendem a ocorrer em sequências parecidas com as cadeias em baixo d'água, eventualmente formando arcos de ilhas de vulcões.

Vulcões intraplaca

Embora a maioria dos vulcões ocorram nos limites das placas tectônicas, existem algumas exceções à essa regra. Alguns não se formam nas fronteiras das placas, mas sim nas próprias placas. Esses são chamados de vulcões "intraplaca" . Vulcões intraplaca são normalmente encontrados em cadeias lineares nas placas da crosta oceânica. Esses vulcões podem ser ativos, assim como os que são encontrados nas fronteiras das placas tectônicas.

Não perca

Filtro:
  • Geral
  • Artigos
  • Slides
  • Vídeos
Mostrar:
  • Mais relevantes
  • Mais lidos
  • Mais recentes

Nenhum artigo disponível

Nenhum slide disponível

Nenhum vídeo disponível