Mais
×

Zere o cartão de crédito e fique livre das dívidas

Vivendo no luxo
Jupiterimages/Polka Dot/Getty Images

Introdução

O consumo no Brasil aumentou na mesma medida que as dívidas nos cartões de crédito. Os juros altos e o pagamento do valor mínimo das faturas podem destruir o orçamento familiar. Mas é possível se livrar da dívida com firmeza, determinação e algumas estratégias básicas. Aprenda a recuperar o controle de suas finanças. Dê uma segurada nos gastos e viva dentro de suas possibilidades. Aqui estão algumas dicas para que você possa viver bem e sem dívidas!

David Sacks/Lifesize/Getty Images

Encare os fatos

Se realmente quer pagar as dívidas, você precisa saber exatamente quanto está devendo. Junte todas as contas de cartões de crédito e com a calculadora na mão, faça as contas somando os saldos devedores. Verifique a taxa de juros de cada cartão. Alguns podem surpreender cobrando apenas 2,94% ao mês, enquanto outros podem chegar a 19%. Você não pode liquidar a dívida sem saber o valor total dela.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Seguir o curso

As pessoas não estão acostumadas a controlar seus gastos. Você deve saber exatamente onde o dinheiro vai parar. Faça isso por 30 dias consecutivos. Realize um controle entre o que você ganha e gasta. Anote tudo, desde a compra de um cafezinho até o pagamento mensal dos financiamentos de carro e casa. Essa informação vai ajudar você na hora de fazer um orçamento que não inclua cartões de crédito para pagar as despesas.

Martin Poole/Digital Vision/Getty Images

Abandone os cartões

Os cartões de crédito colocaram você nessa confusão. Corte, triture, congele, faça o que quiser com eles, só não volte a usá-los! Enquanto estiver pagando as dívidas, o recomendável é andar apenas com o cartão de débito para não ficar tentado a consumir e fazer novas dívidas. É importante não fechar a sua conta no banco. Quando tiver saldado tudo, esse esforço vai acumular pontos a seu favor.

George Doyle/Stockbyte/Getty Images

Pagar a maior ou menor dívida

Há duas opções quando se trata de pagar a dívida de cartões de crédito. A primeira é pagar aquele que cobra juros mais altos para economizar mais dinheiro pagando menos juros depois. A segunda opção é pagar o cartão com menos dívida primeiro. A teoria é que, depois de ter conseguido pagar uma dívida pequena, você vai se sentir motivado para pagar a próxima e, logo, impulso para pagar todas. Pagando o cartão com mais ou menos juros, lembre-se de pagar o mínimo dos outros cartões também. Pague o primeiro saldo e, depois, use essa quantia para começar a pagar o próximo cartão.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Aperte o cinto

O pagamento de seus cartões vai exigir sacrifício por um tempo. Não vai ser divertido, mas, se você fizer o que a maioria das pessoas não está disposta a fazer, poderá viver como sempre quis. Coloque em prática todas as maneiras de economizar e use todo o dinheiro extra para pagar as dívidas. Cancele os serviços de TV a cabo, tome café da manhã em casa e caminhe em vez de usar o carro para ir ao supermercado. Se você pretende se mudar, escolha uma casa ou apartamento menor ou alugue um quarto temporariamente. Aperte os cintos até estar livre de todas as dívidas!

Comstock Images/Comstock/Getty Images

Incremente seus ganhos

Mais dinheiro significa mais salário, que ajuda a escapar mais rapidamente da dívida e equivale à liberdade financeira. Procure um emprego de meio período durante a semana ou trabalhe horas extras. Se estiver trabalhando meio período, procure um emprego de tempo integral. Faça trabalhos freelancers e se ofereça para fazer um "bico" nos finais de semana. Use cada centavo extra para pagar seus cartões de crédito. Escape dos juros pagando o máximo que puder de cada fatura.

Jupiterimages/Goodshoot/Getty Images

Venda alguma coisa

Separe todos os objetos antigos e coisas que não usa mais para vender. Penhore ou venda os objetos mais valiosos e faça uma lista de itens que poderá vender pela internet. Muitos sites não têm gastos com publicidade.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Tenha uma conta poupança

A poupança é essencial para saldar a dívida do cartão de crédito. Se você tiver de três a seis meses de economia guardados, está em condições de pagar os saldos devedores. Caso contrário, crie um fundo de emergência enquanto paga a dívida. Se você tem boas intenções e deseja colocar cada centavo para saldar a dívida, mas não está preparado para uma despesa inesperada, pode acabar usando o cartão de crédito. Os gastos inesperados ou contratempos são parte da vida. E a poupança pode impedir que você volte a usar o cartão novamente.

Jupiterimages/Comstock/Getty Images

Saiba quando procurar ajuda

Se você acha que não está conseguindo honrar os pagamentos, procure os conselhos do seu gerente. O banco pode estabelecer uma forma de pagamento especial para você. Outra opção é renegociar a dívida com o cartão de crédito. Se sentir que não pode se livrar da dívida, procure essas ajudas o quanto antes.