Os BBBs mais amados de todas as temporadas

TV Globo

A cada edição do Big Brother Brasil os fãs do programa ficam ansiosos para conhecer os rostos, manias e personalidades que vão dominar suas TVs todas as noites (ou dias, para assinantes do pay-per-view) durante três meses. No entanto, alguns desses personagens têm tanto carisma que acabaram se tornando queridinhos do público - e até mesmo de Pedro Bial, apresentador da atração. Dê umas espiadinha na lista dos BBBs mais amados de todos os tempos. Seu preferido está nessa relação?

Overview

Kléber Bambam

TV Globo/João Cotta

Kléber de Paula Pedra, mais conhecido como Kléber Bambam, não foi apenas o campeão da primeira temporada do programa. Ele é também um dos BBBs mais queridos de todos os tempos. Dentro da casa, o então dançarino de axé se envolveu com a bailarina Cristiane Souza Dantas, com quem teve momentos picantes. Com seu jeito meio bronco, brigou bastante, mas conquistou o coração do Brasil quando sua boneca Maria Eugênia, feita de material reciclável, desapareceu da casa. Aos prantos, o brother pediu para que a produção devolvesse o brinquedo. Bambam acabou vencendo o programa. Em 2013, ele voltou à casa mais vigiada do Brasil, mas não suportou a pressão e pediu para deixar o confinamento.

Sabrina Sato

Globo/Zé Paulo Cardeal

Sabrina Sato pode não ter chegado à final do BBB 3, mas a moça com jeito de moleca agradou bastante ao público do reality show. A bailarina, de ascendência libanesa, japonesa e suíça, chamou a atenção pelos longos cabelos pretos e o belo corpo, sempre vestido com modelitos bem curtos. Durante o programa, a moça começou um relacionamento com Dhomini Ferreira, que foi o vencedor da edição. A relação do casal era repleta de bom humor e rendia sempre bons momentos. A bailarina pode não ter vencido o BBB, mas depois foi contratada pelo programa Pânico. A bela permaneceu na atração até 2013. Em 2014, mudou de emissora, tornando-se contratada da Rede Record.

Solange Vega

TV Globo / Jaq Joner

A frentista Solange Vega conquistou o Brasil com seu jeito simples e humilde. A morena não tinha papas na língua e cometia diversas gafes falando palavras erradas. Em uma briga com a participante Marcela Queiroz, a sister concluiu o bate-boca com a expressão que virou um clássico: "A vida é minha, o pobrema (sic) é meu!". A participação de Solange também foi marcada pela versão que ela criou da música "We are the World", escrita por Michael Jackson e Lionel Richie. Durante uma prova de resistência, a moça cantou diversas vezes a canção em um "inglês" rocambolesco: o refrão da música virou algo como "Iarnuô, Iarno silvê". Depois do reality show, a bela tentou emplacar outras músicas, mas atualmente pode ser vista como ring girl em eventos de MMA.

Grazi Massafera

TV Globo/Raphael Dias

Grazielli Soares Massafera participou do BBB 5 e encantou os telespectadores com seu jeito simples e meigo de menina do interior. Nascida em Jacarezinho (PR), a loira entrou no programa com o título de Miss Paraná, conquistado em 2004. Durante o reality, ela se envolveu com o modelo Alan Passo. O beijo entre os dois demorou a sair e o carinho era escondido, porque Grazi tinha vergonha que o pai visse a cena. A moça conquistou o segundo lugar daquela edição do BBB, cujo vencedor foi Jean Willys. Atualmente, Grazi segue a carreira de atriz, já participou de sete novelas e tem uma filha, Sofia, fruto do seu casamento com o também ator Cauã Reymond.

Íris Stefanelli

TV Globo / Zé Paulo Cardeal

Íris Stefanelli, também conhecida como Siri, foi um dos destaques do Big Brother Brasil 7. A loira com jeito de menina do interior se encantou por Diego Alemão e viveu um triângulo amoroso dentro da casa. Apesar do carisma e do romance, Íris foi a sétima eliminada de sua edição do programa. Dona de um sotaque carregado, a bela abandonou a faculdade de enfermagem no último semestre para entrar no BBB. Para custear os estudos, ela trabalhava como sacoleira. Após a participação na atração, Siri virou apresentadora do TV Fama, na Rede TV!, e participou de algumas peças de teatro.

Diego Gasques (Alemão)

TV Globo / Zé Paulo Cardeal

Diego Gasques, ou simplesmente Alemão, não só foi o vencedor da sétima edição do BBB, como se tornou um dos maiores queridinhos de todos os tempos do programa. O loiro de olhos azuis começou a atração flertando com a sister Fani Pacheco, o que rendeu muitos amassos. No entanto, ao longo da edição, o rapaz foi se rendendo aos encantos e ao jeito caipira de Íris Stefanelli, a Siri, que barrava todas as investidas do rapaz. O resultado foi um triângulo amoroso entre os três loiros. O primeiro beijo em Íris, porém, só aconteceu na final do programa. A estada de Alemão no BBB foi conturbada e envolveu diversas discussões com o grupo chamado de pentágono. Fora da casa, ele foi apresentador dos programas "Nem Big, Nem Brother" e "Casa Bonita", ambos do Multishow.

Gyselle Soares

TV Globo / Renato Rocha Miranda

A piauiense Gyselle Soares foi a sister mais amada do BBB 8. A modelo e atriz chamou a atenção do púbico com seu carisma e beleza, além de sempre se mostrar comportada, sem beber demais nas festas ou falar palavrões. A moça chegou à final da oitava edição do Big Brother Brasil e, tecnicamente, empatou com o vencedor, o músico Rafinha Ribeiro. A produção do programa teve que ampliar a votação por um minuto para poder desempatar e decidir o campeão do programa. Depois que saiu da casa, Gyselle foi para França, onde trabalhava antes de participar do programa.

Priscila Pires

TV Globo / Fabrício Mota

Priscila Pires foi queridinha não apenas do público do BBB 9, mas também do apresentador Pedro Bial. Após a primeira eliminação no BBB 10, o jornalista declarou que a morena era sua preferida da edição anterior do programa. Em entrevista ao programa de Marília Gabriela, ele disse que tem afeição a uma peça dada pela sister: "Guardo a calcinha da Priscila junto com pedaço do muro de Berlim. Não que uma coisa possa ser comparada à outra". Priscila teve um romance com o brother Emanuel durante o programa, com quem protagonizou cenas quentes. A modelo, no entanto, não conseguiu superar Max Porto na final e acabou ficando com a segunda colocação.

Marcelo Dourado

TV Globo / Fred Rozário

O lutador Marcelo Dourado é um dos brothers mais polêmicos de todas as edições do programa. Há quem acredite que ele seja o participante mais amado e, ao mesmo tempo, o mais odiado de todos os tempos. Dourado participou pela primeira vez do Big Brother Brasil em 2004, quando terminou em sétimo lugar. O jeito marrento que já chamava a atenção na época ganhou mais destaque quando ele voltou ao programa, no BBB 10. Sua chegada não agradou muito aos demais brothers, e seus maus modos o fizeram ficar isolado dos demais participantes. No entanto, a personalidade forte e um pouco arredia acabou conquistando parte do público, que o escolheu vencedor da edição de 2010 do programa.

Maria Melilo

Rede Globo/Alex Carvalho

Maria Melillo foi a queridinha da 11ª edição do BBB. A morena de corpo escultural cometia gafes ao falar besteiras, se embebedava em festas e sofreu por amor dentro do programa. A moça se envolveu com o vendedor Maumau que, depois de ficar com ela, acabou desistindo da relação. Sempre que bebia demais, a morena ia atrás do rapaz, o que resultava em diálogos engraçados. Depois que Maumau deixou o programa, Maria se deixou levar pelas investidas do médico Wesley Schunk, e os dois ficaram juntos até o fim do programa. Maria levou o prêmio de R$ 1,5 milhão, mas não sumiu da TV. Atriz, ela fez parte do elenco do humorístico "Casseta e Planeta: Vai Fundo". Em 2013, a moça teve que remover 70% do fígado, devido a um câncer causado pelo uso prolongado de anabolizantes.

Anamara Barreira

TV Globo / Frederico Rozario

A baiana Anamara Barreira se destacou na décima edição do Big Brother devido à sua personalidade forte e a voz estridente. A morena, então policial militar, entrou na casa durante as férias e teve que pedir para ser dispensada do cargo durante o programa. Caso não o fizesse, seria considerada desertora e poderia, inclusive, ser presa. Durante o BBB 10, a bela foi a 12ª eliminada. No entanto, em 2013, devido a seu carisma, Anamara teve a chance de participar do programa novamente, em uma edição em que seis ex-participantes tiveram a chance de voltar. Apesar de acreditar ser uma das favoritas ao prêmio, pedindo sempre a seus fãs para votarem a seu favor, a baiana foi a nona pessoa a deixar a casa.

×