Como contar o ritmo "e" em dança e música

••• Photodisc/Photodisc/Getty Images

Ser capaz de contar os compassos da música não é apenas para músicos — os dançarinos também precisam do mesmo ouvido para conseguir utilizar plenamente uma peça musical ou canção a seu favor. Contar o ritmo pode variar em dificuldade porque algumas canções são muito sincopadas ou têm métricas estranhas, mas, em geral, se você desenvolver as suas habilidades básicas de contagem das batidas inteiras e das batidas "e", será capaz de aplicar o seu conhecimento a qualquer peça musical e desempenhar a dança em mais alto nível.

Alguma teoria

Passo 1

Compreenda a base do ritmo. Música é matemática e tudo pode ser dividido em valores iguais. Quando você tem um ritmo regular de um valor em particular (isto é, 1, 2, 3, 4), as batidas entre elas são as batidas "e" e têm a metade do valor (isto é, 1 e 2 e 3 e 4 e). Além do mais, essas batidas "e" correspondem a movimentos transicionais na dança. Embora queiramos combinar os nossos pés com as "linhas" das batidas, a própria dança acontece por entre elas. Um exemplo seria uma simples caminhada para frente: se quiser chegar no tempo certo, precisa iniciar uma meia batida ou uma batida inteira adiantada para ter a preparação suficiente para chegar lá na batida.

Passo 2

Coloque o metrônomo em 60 batidas por minuto (BPM). Isso é suficientemente lento para lhe permitir contar as batidas "e" mais tarde.

Passo 3

Usando as mãos, bata palmas para cada batida e conte até 4 repetidamente até sentir-se confiante para manter o ritmo.

Passo 4

Coloque as mãos entre os joelhos. Ao bater palmas, atingirá as batidas inteiras (isto é, 1, 2, 3, 4). Quando as mãos relaxarem e se separarem, elas devem tocar a parte interna dos joelhos. Essas são as batidas intermediárias, ou "es" (isto é, 1 e 2 e 3 e 4 e). Faça isso até que o ritmo fique consistente e você possa reproduzi-lo quando quiser.

Mais recentes

×