×
Loading ...

Como lidar com conflitos seguindo a Bíblia

Independentemente de nossa idade e do quão sábios e maduros nos tornamos, sempre teremos conflitos em nossos relacionamentos. Desde casais juntos há 50 anos até colegas de escola em um playground, as pessoas machucam umas às outras e envolvem-se em conflitos de uma forma ou de outra. Como isso é inevitável, o importante é saber lidar com o problema quando ele surgir. A Bíblia, sobretudo no Novo Testamento do Evangelho de Mateus, nos dá um claro conjunto de medidas a tomar para resolver um conflito emocional.

Instruções

O Evangelho de Mateus é um recurso fantástico para a resolução de conflitos (Jupiterimages/Pixland/Getty Images)
  1. Vá diretamente até a pessoa com quem você está em conflito. Como Mateus 18:15 diz, "se um irmão ou irmã peca contra você, vá e aponte a falha, só entre vocês dois." Não vá até qualquer outra pessoa, nem mesmo use essa pessoa como uma caixa de ressonância. O primeiro e mais importante princípio na resolução de conflitos de forma bíblica é evitar qualquer tipo de fofoca ou tentativa de atrair outros para o seu lado do conflito. Sente-se em frente à outra parte com o desejo genuíno de resolver o problema entre vocês.

    Loading...
    Sentem-se cara a cara, pessoalmente, para resolver o problema diretamente (Jupiterimages/Brand X Pictures/Getty Images)
  2. Declare o seu desejo de resolver o conflito e faça isso sem acusar ou culpar. Na verdade, muitas vezes é muito útil começar pedindo desculpas por seu papel no conflito, assumindo a responsabilidade por sua parcela de culpa. Certifique-se de que cada pessoa tenha a chance de falar sem interrupção ou correção. Ouvir é a chave para a resolução bíblica. Mateus 18:15 continua: "se ele o ouvir, você ganhou seu irmão". Escutar com a intenção de compreender caracteriza uma resolução bíblica, sem discutir ou tentar convencer o outro.

    A escuta ativa e atenta é fundamental na resolução de conflitos (Digital Vision./Photodisc/Getty Images)
  3. Chame uma terceira pessoa mais experiente para a próxima conversa se a primeira tentativa de resolução não for efetiva. Essa terceira pessoa deve ser alguém que conheça os dois ou até mesmo tenha testemunhado o gênese do conflito. Mateus 18:16 faz provisão para isso, dizendo: "se ele não o ouvir, leve consigo mais um ou dois outros, de modo que 'qualquer acusação seja confirmada pelo depoimento de duas ou três testemunhas."

    A mediação de uma terceira pessoa pode ser necessária (Jupiterimages/Creatas/Getty Images)
  4. Solicite a intervenção da igreja ou comunidade se tanto a tentativa direta quanto a mediada forem infrutíferas. Essa etapa final só é viável se ambas as partes no conflito se veem como partes e prestam contas a essa igreja ou comunidade e estão dispostas a acatar a decisão ou proposta de resolução.

    Como último recurso, leve o assunto para a igreja e seus líderes (Digital Vision/Digital Vision/Getty Images)
Loading...

O que você precisa

  • A Bíblia, particularmente o Evangelho de Mateus
  • Um amigo ou uma terceira pessoa mediadora
  • Uma igreja ou comunidade que envolva ambas as partes

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...