Os patrimônios mundiais da humanidade no Brasil

••• Getty Images

Locais que desempenharam grande importância histórica, natural, cultural, econômica e social são considerados patrimônios não só do país onde estão inseridos, mas de todo o mundo. Em 1972, a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação) fundou um programa de classificação para catalogar e preservar locais de relevância para a humanidade. Desde então, um total de 936 localidades espalhadas pelo mundo foram consideradas patrimônios mundiais da humanidade. O Brasil conta com 19 delas. A lista é ampla e vai de norte a sul do País. Confira os dez principais patrimônios mundiais da humanidade que ficam no Brasil.

Overview

Getty Images

Locais que desempenharam grande importância histórica, natural, cultural, econômica e social são considerados patrimônios não só do país onde estão inseridos, mas de todo o mundo. Em 1972, a Unesco (Organização das Nações Unidas para a Cultura, Ciência e Educação) fundou um programa de classificação para catalogar e preservar locais de relevância para a humanidade. Desde então, um total de 936 localidades espalhadas pelo mundo foram consideradas patrimônios mundiais da humanidade. O Brasil conta com 19 delas. A lista é ampla e vai de norte a sul do País. Confira os dez principais patrimônios mundiais da humanidade que ficam no Brasil.

A cidade histórica de Ouro Preto

Getty Images

Este município mineiro é famoso por sua arquitetura colonial, entre outros elementos. Ouro Preto foi a primeira cidade brasileira a ser declarada pela Unesco como Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade, em 1980. Fundada em 1698, a cidade se originou durante a exploração do ouro no Brasil. Em 1789, Ouro Preto foi o palco do movimento conhecido como Inconfidência Mineira, no qual grupos de intelectuais, religiosos, militares e fazendeiros entraram em conflito contra o governo português. Entre as atrações ainda preservadas estão a Igreja de São Francisco de Assis e o túmulo do gênio do barroco brasileiro, Aleijadinho.

O centro histórico de Olinda

Getty Images

A história de Olinda, em Pernambuco, se confunde com a do Brasil. A cidade foi fundada em 1535, por Duarte Coelho Pereira, justamente quando os portugueses iniciaram a colonização do Brasil. Em 1630, a cidade foi tomada pelos holandeses, que a incendiaram. Depois de expulsarem os invasores, os pernambucanos reconstruíram a cidade que foi, durante alguns anos, a capital do estado. Hoje, Olinda revive o esplendor de seu passado cultural, sobretudo durante o Carnaval com suas cores, danças e sons do frevo e do maracatu, ritmos originais de Pernambuco.

As Missões Jesuíticas Guarani

Flickr: Kátia :) / Attribution-ShareAlike 2.0 Generic

Os remanescentes do antigo povo de São Miguel Arcanjo localizam-se no município de São Miguel das Missões, no Rio Grande do Sul. Trata-se de um conjunto de ruínas reunidas no sítio arqueológico de São Miguel Arcanjo, um dos principais vestígios do período das missões jesuíticas dos guarani. As missões eram iniciativas religiosas destinadas a propagar os princípios do Cristianismo entre os povos não cristãos. Em São Miguel das Missões, os padres atruaram por anos na tentativa de catequizar os povos indígenas da região Sul do País. Essa é a mais preservada das missões jesuíticas em todo o Brasil.

Parque Nacional do Iguaçu

Getty Images

Em Guarani, Iguaçu significa “água grande”. A tradução não poderia ser mais verdadeira. As deslumbrantes cataratas do Iguaçu fazem parte de um dos maiores cenários naturais do planeta. Localizado no extremo oeste do Paraná, na fronteira com a Argentina, o Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 1939. As águas das cataratas caem a uma altura de até 72 metros em saltos que variam entre 150 e 300, dependendo da vazão do Rio Iguaçu.

O Plano Piloto de Brasília

Getty Images

A capital do Brasil foi criada no formato de um avião. Projetado por Lúcio Costa depois de vencer um concurso em 1957, e com projetos arquitetônicos de Oscar Niemeyer, o plano piloto é a concretização de um pensamento urbanístico internacional que estava em vigor nos anos 1950. Construir a capital no interior do Brasil foi uma ideia proposta quase um século antes, em 1823, pelo estadista brasileiro José Bonifácio. O nome Plano Piloto, originalmente atribuído ao projeto urbanístico da cidade, passou a designar toda a área construída em decorrência desse plano inicial. Pela dificuldade da empreitada, a cidade é considerada um marco na história do planejamento urbano mundial.

Parque Nacional Serra da Capivara

Flickr: Visit Brasil / Aureliano José Nogueira Neto

Em São Raimundo Nonato, no Piauí, está localizado um dos locais mais antigos do mundo. O Parque Nacional Serra da Capivara abriga uma série de rochas decoradas com pinturas rupestres que foram pintadas há mais de 25 mil anos. Trata-se de um dos mais importantes exemplares do patrimônio pré-histórico da humanidade. Entre as belíssimas formações rochosas, estão sítios arqueológicos e paleontológicos que asseguram a presença humana em nosso território durante a pré-história, uma prova contundente de que os primeiros habitantes do planeta estiveram no Brasil.

Reserva Mata Atlântica

Getty Images

Apenas 7% da mata nativa no litoral do País permanece de pé. O resultado da exploração - em todos os sentidos - do Brasil foi devastador. A maior parte da floresta foi totalmente destruída, com exceção da mata continúa que constitui a Reserva Mata Atlântica, uma região que vai da Serra da Jureia, em São Paulo, até à Ilha do Mel, no Paraná. Nessa região, é preservada parte da riqueza da fauna e flora da Mata Atlântica, um dos mais ricos biomas de todo o mundo.

Ilhas Atlânticas: Fernando de Noronha e Atol das Rocas

Getty Images

As ilhas atlânticas do Brasil são cenários paradisíacos do melhor que a natureza pode oferecer. O arquipélago de Fernando de Noronha, em Pernambuco, foi formado pelo topo de montanhas de uma cordilheira vulcânica. Ao todo, são 21 ilhas repleta de rochedos e ilhotas. Além disso, o arquipélago é o lugar de observação mais regular de golfinhos em todo o planeta. Já o Atol das Rocas, no Rio Grande do Norte, oferece uma paisagem espetacular formada por lagoas e piscinas naturais repletas de peixes. Devido à pouca profundidade de suas águas, a navegação nesse trecho da costa é muito perigosa. Por isso, a região foi palco de frequentes acidentes marítimos até o século 19.

Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense

Getty Images

O Pantanal é a mais extensa área úmida contínua do planeta e um dos biomas mais ricos de todo o mundo. Espalhado por uma área de 200 mil quilômetros quadrados de superfície, o Pantanal é uma imensa planície de áreas alagáveis com uma rica diversidade de fauna e flora. O Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense é uma área de conservação que representa 1,3% da área total do Pantanal. Ali, o ecossistema pantaneiro está preservado graças aos esforços em manter o equilíbrio dinâmico e a integridade ecológica dos ecossistemas contidos no Pantanal.

Rio de Janeiro: Paisagens entre a montanha e o mar

Getty Images

É só olhar para o Rio de Janeiro para entender por que o chamam de cidade maravilhosa. As paisagens entre a montanha e o mar da cidade são patrimônio mundial da humanidade graças ao desenho perfeito da paisagem. O cenário natural que inspirou o desenvolvimento da cidade vai desde os pontos altos do Corcovado e do Cristo Redentor até o Jardim Botânico, o rio Guanabara e a Baía de Guanabara. Além da natureza, o Rio de Janeiro é também conhecido pela fonte inesgotável de inspiração a artistas de todo o mundo.

Mais recentes

×