×
Loading ...

Sarnas equinas

A sarna equina, comumente chamada de sarna, é uma doença causada por ácaros, que são insetos picadores microscópicos que fazem túneis dentro da pele do cavalo. Ela é altamente contagiosa e pode se espalhar através do contato direto ou indireto. Aqui listamos os diferentes tipos de sarna, causadas por dois tipos de ácaros parasitas.

A sarna equina é extremamente contagiosa (horse 8 image by Harvey Hudson from Fotolia.com)

Sarna corióptica

A sarna corióptica é geralmente vista em raças cruzadas com boletos peludos. O local em volta da pata e são as áreas mais comuns que a doença afeta. Os sinais incluem pápulas (inchaços), alopecia (perda de pelo), engrossamento da pele e formação de crostas. Se não tratada, essa doença se torna crônica. Para diagnosticá-la, é necessário visualizar uma raspagem da pele em um microscópio.

Loading...
Os cavalos cruzados são os mais afetados pela sarna (Clydesdale image by sonya etchison from Fotolia.com)

Sarna psoróptica

A sarna psoróptica é muito rara e se concentra em regiões espessas do pelo, como sob a crina e o topete, na base da cauda, sob o queixo e entre as patas traseiras.

Sarna sarcóptica

Esse é o tipo mais severo de sarna. Ela causa pruridos, coceiras crônicas intensas, na região anal, ocasionando graves mordidas e arranhões, que frequentemente causam infecções bacterianas secundárias. As pápulas, as lesões, as vesículas (bolsas de sérum internas ou sob a pele), o encrostamento e a alopecia são outros sintomas. Se não tratada, ela pode ocasionar a perda de apetite, a fraqueza e o emagrecimento.

Sarna dermodécica

O ácaro micoderme vivem nas glândulas sebáceas e nos folículos capilares do cavalo. Ele aparece como perda de pelo não uniforme e pela formação de crostas, ou pequenas massas. As lesões ocorrem geralmente na face, pescoço, ombros e membros anteriores. Ela é diferente da sarcóptica, porque não há coceira crônica.

Tratamentos

A sarna é extremamente contagiosa, então os animais infectados devem ser postos em quarentena. Os tratamentos tópicos com ectoparasiticidas são recomendados, no entanto, há muitos xampus disponíveis contém iodo, que também tratam a doença. O iodo extermina os ácaros e ajuda a prevenir das infecções bacterianas. Esfregue o cavalo completamente e deixe o produto na pele por 20 minutos. Os tratamentos orais e injetáveis incluem a ivermectina e a doramectina. O procedimento de cura deve ser repetido dentro de 10 a 14 dias para matar os ácaros, pois os ovos deles resistirão durante o primeiro tratamento. Mergulhe os cobertores, escovas e cordas em água fervente e use inseticidas tópicos nas selas.

Desinfecte as selas e arreios com inseticidas (saddles image by mrslevite from Fotolia.com)
Loading...

Referências

Recursos

Loading ...
Loading ...